Online: 221
Ao Sr. Karol Wojtyla (João Paulo II) - QUANDO ESTAVA VIVO (PARTE 3)...
( 673 visitas )

   

Mensagem enviada ao Ao Sr. Karol Wojtyla (João Paulo II), segunda-feira, 21 de março de 2005 13:47, quando estava vivo...

De: nivaldosalvo@yahoo.com.br
Para: joao_paulo@vatican.va
Ao

Sr. Karol Wojtyla (João Paulo II)

e o clero em geral...

PARTE 3:

(Continua na "PARTE 4")

As coisas concernentes a Deus não têm destinações para lembranças familiares, mas religiosidade e crença espiritual.

    A serpente que foi levantada no deserto não era uma imagem esculpida, não foi adorada nem reverenciada, não ficou definitivamente em um altar... Mas, por pouco tempo, foi utilizada como uma figura do Cristo que iria ser levantado no madeiro. Leiam: “E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:14 a 16

    O povo havia pecado contra Deus. Então, Deus, mandou entre o povo serpentes abrasadoras, que o mordiam; e morreu muita gente em Israel. Assim, disse o Senhor a Moisés: “Faze uma serpente de bronze, e põe-na sobre uma haste; e será que todo mordido que olhar para ela viverá.” Vede que Deus não mandou ninguém reverenciar/ adorar ou ter a serpente em um altar. Eles não deveriam fazer súplicas à serpente, nem apresentar rezas ou orações, mas, tão somente, SE ALGUÉM FOSSE MORDIDO, DEVERIA, APENAS, OLHAR PARA A SERPENTE, e seria curado. Números 21:1 a 9

    Em Bíblia alguma existem rezas (Ave Maria, credo, etc.) mas, unicamente, a oração do Pai Nosso (Se fosse para alguém rezar para Maria, não seria “Pai Nosso”, mas “Mãe Nossa”). Mesmo assim os apóstolos não repetiram o “Pai Nosso” em lugar algum. Isso porque a oração do “Pai Nosso” é apenas um modelo, dado pelo Senhor Jesus Cristo, de como devemos falar diretamente com Deus (A oração do “Pai Nosso” começa dirigida diretamente ao “Pai” – Deus) e o Senhor Jesus Cristo ensinou no versículo anterior que NÃO DEVERIA SER REPETIDA: “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém. Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.” Mateus 6:7 a 15

    Se Maria soubesse que estão fazendo imagens (com diversas fisionomias e nomes) afirmando serem ela, com certeza, como uma cumpridora fiel dos mandamentos de Deus, não aprovaria.

    Maria não pode ouvir todas as súplicas, de todos os fiéis católicos romanos, de todo o mundo, ao mesmo tempo. Se pudesse, ela teria de ser ONISCIENTE. O Único onisciente é Deus. Só Deus tem esse atributo. E Maria não é Deusa.

    Maria não é “Mãe de Deus”. Se fosse, Deus seria Mãe, Pai, Filho e Espírito Santo. Deus seria quatrino, e não trino. É lógico que para alguém ser “Mãe de Deus” teria de ser Deusa. Deus não tem princípio nem fim – é de eternidade à eternidade. Maria nasceu, e não existia antes. Era tão limitada como qualquer ser humano. Por exemplo, não sabia onde o seu filho estava: “Quando Jesus completou doze anos, subiram eles segundo o costume da festa; e, terminados aqueles dias, ao regressarem, ficou o menino Jesus em Jerusalém sem o saberem seus pais; julgando, porém, que estivesse entre os companheiros de viagem, andaram caminho de um dia, e o procuravam entre os parentes e conhecidos; e não o achando, voltaram a Jerusalém em busca dele. E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os.” Lucas 2:42 a 46

    Maria não tem poder para fazer milagres. Não pôde sequer transformar a água em vinho. Não curou e não ressuscitou ninguém. Se Maria nunca fez milagres, como imagens que dizem ser dela podem efetuar milagres?

    Maria foi mãe de Jesus, como homem, enquanto estava na terra. No céu não existem parentescos (Mateus 22:30); todos são irmãos e há um só Pai, que é Deus.

(continua na PARTE 4)

Por tudo isso, e muito mais, advirto aos senhores que arrependam-se dos seus pecados e recebam a salvação da vossa alma, gratuitamente, só no Senhor Jesus Cristo.

    Com toda a sinceridade, amor e esperança.

NIVALDO RODRIGUES
nivaldosalvo@yahoo.com.br


Nivaldo Rodrigues
nivaldosalvo@yahoo.com.br
Batista
Recife - PE

Publicado em: 9/7/2008


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

<< Próxima Reflexão

Ao Sr. Karol Wojtyla (João Paulo II) - QUANDO ESTAVA VIVO (PARTE 4)

Reflexão Anterior >>

Ao Sr. Karol Wojtyla (João Paulo II) - QUANDO ESTAVA VIVO... (PARTE 2)

 

 

 

  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 1491



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--