Quem Pode Ser Um Intercessor?
( 2328 visitas )

Publicado em: 10/9/2009
Por: Pr. Luis Carlos Elias da Silva
WebServos / Coordenador de Intercessão - São Paulo / SP
intercessao@webservos.com.br

Quem Pode Ser Um Intercessor?


Em Apocalipse podemos ler:
“... fez-nos reis e sacerdotes para Deus e seu Pai, a ele a glória e poder para todo sempre. Amém!” (Apocalipse 1:6).

Em Pedro podemos ler: "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus (1 Pedro 4:10)."

1º lugar: Todo cristão deve ser um intercessor.

Devido ao sangue de Jesus, somos sacerdotes da nova aliança e este fato nos dá livre acesso ao trono de Deus que é detentor de toda a fonte de misericórdia e graça. Então somos despenseiros desta abundante graça sobre a vida de outras pessoas.

Uma das funções do sacerdote, segundo o velho testamento, era fazer intercessões pelo povo. É claro que nem todos possuímos um dom de intercessão acima da média, pois, no corpo de Cristo ocupamos distintas funções. No entanto, quer sejamos reis, presidentes, governadores ou os que estão em eminência política ou religiosa, todos devemos interceder.

2º lugar: Alguns com chamado específico para intercessão.

Há algum tempo atrás, em meio a muitas pregações, tive um sonho e, dentre as várias passagens que tive neste sonho, uma chamou-me mais a atenção.

Muitas pessoas estavam atrás de mim e eu levantava uma boneca feia e maltrapilha e intercedendo, quebrava o pescoço dela.

Após esta “quebra de pescoço” todos foram embora, pois o objetivo de estarem ali era a intercessão e não quem a fazia.

Claramente, o Senhor convocou-me para este fim: intercessão! Um chamado específico!

Hoje, tenho facilidade de ver onde o inimigo está atuando e sou sempre compelido pelo Espírito Santo a interceder por situações específicas.

Isto é um pequeno exemplo de chamado específico para Intercessão que ocorreu comigo.

Ao longo de nossa vida cristã, podemos ter outros chamados (quer por sonhos, quer por visões ou de outras maneiras) ou confirmação do chamado para ser um intercessor ou outra atividade no corpo de Cristo.

Mas a grande pergunta é: “Estamos realmente dispostos a obedecer a Deus apesar das situações?”

Mais ou menos 1 ano e 10 mêses atrás, tive uma grande dificuldade e após a tormenta, o Senhor perguntou-me novamente e com clareza total: “Você está disposto a continuar?” Eu respondi: “Eis-me aqui!”

Jó decidiu continuar apesar das situções contrárias. Em seu livro, podemos ler:

Tomai, pois, sete novilhos e sete carneiros, e ide ao meu servo Jó, e oferecei holocaustos por vós. O meu servo Jó orará por vós; porque dele aceitarei a intercessão, para que eu não vos trate segundo a vossa loucura; porque vós não dissestes de mim o que era reto, como o meu servo Jó (Jó 42:8).

Precisamos dizer do Senhor aquilo que é reto para que o Senhor aceite nossa intercessão por outras vidas.

Conclusão: Todos somos intercessores, porém alguns são chamados especificamente para partilhar deste ministério e, por isso, devemos ir até as últimas consequências para realizar o propósito da nossa carreira, nosso chamado.

Outras passagens bíblicas:
"O qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica (2 Coríntios 3:6)."

"Por isso mesmo, ele é o Mediador da nova aliança, a fim de que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia sob a primeira aliança, recebam a promessa da eterna herança aqueles que têm sido chamados (Hebreus 9:15)."

"Assim, pois, importa que os homens nos considerem como ministros de Cristo e despenseiros dos mistérios de Deus (1 Coríntios 4:1)."

"Ora, além disso, o que se requer dos despenseiros é que cada um deles seja encontrado fiel (1 Coríntios 4:2)."