Online: 259
 
 
O Sofrimento pela morte!
( 368 visitas )

Publicado em: 6/2/2014
Por: Pr. Alcebídios Garcia Dias
IEBF - São Caetano do Sul - SP
alcebidios@gmail.com
 

O Sofrimento pela morte!

 

Texto básico: 2 Samuel 12: 13-23.

 

  Então, disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. Disse Natã a Davi: Também o SENHOR te perdoou o teu pecado; não morrerás.

Mas, posto que com isto deste motivo a que blasfemassem os inimigos do SENHOR, também o filho que te nasceu morrerá.
Então, Natã foi para sua casa.
E o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera à luz a Davi; e a criança adoeceu gravemente.  
Buscou Davi a Deus pela criança; jejuou Davi e, vindo, passou a noite prostrado em terra. Então, os anciãos da sua casa se achegaram a ele, para o levantar da terra; porém ele não quis e não comeu com eles.
Ao sétimo dia, morreu a criança; e temiam os servos de Davi informá-lo de que a criança era morta, porque diziam: Eis que, estando a criança ainda viva, lhe falávamos, porém não dava ouvidos à nossa voz; como, pois, lhe diremos que a criança é morta?
Porque mais se afligirá.
Viu, porém, Davi que seus servos cochichavam uns com os outros e entendeu que a criança era morta, pelo que disse aos seus servos: É morta a criança?
Eles responderam: Morreu.
Então, Davi se levantou da terra; lavou-se, ungiu-se, mudou de vestes, entrou na Casa do SENHOR e adorou; depois, veio para sua casa e pediu pão; puseram-no diante dele, e ele comeu.   
Disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste?
Pela criança viva jejuaste e choraste; porém, depois que ela morreu, te levantaste e comeste pão.
Respondeu ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o SENHOR se compadecerá de mim, e continuará viva a criança? Porém, agora que é morta, por que jejuaria eu?
Poderei eu fazê-la voltar?
Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim. (2 Samuel 12: 13-23 RA). 

Um dos sofrimentos que mais causam dor ao homem certamente é a perda de alguém querido. Sendo que a falta de dedicação, atenção e carinho que deixamos de dar àquela pessoa nos machucam muito mais e nos causa um complexo de culpa por termos sido displicentes com nossos amados. Infelizmente a morte é algo irreversível do ponto de vista humano. Somente pode ser vencida se estivermos em Cristo, pois só Ele venceu a morte e o seu poder. 

Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo. Cada um, porém, por sua própria ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda. E, então, virá o fim, quando ele entregar o reino ao Deus e Pai, quando houver destruído todo principado, bem como toda potestade e poder. Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos pés. O último inimigo a ser destruído é a morte. (1 Coríntios 15: 21-26 RA). 

Amados, o homem não nasceu para morrer, a morte é a consequência da rebeldia do homem para com Deus. 

Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida; e não apenas isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por intermédio de quem recebemos, agora, a reconciliação. Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. (Romanos 5: 10-12 RA).

porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. (Romanos 6:23 RA) 

Portanto em Cristo recebemos gratuitamente o perdão dos pecados e a vida eterna. 

Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos. (Romanos 5:15 RA) 

Se a morte causa tristeza ao homem, para Deus o sofrimento é ainda maior. Jesus chorou no túmulo de Lázaro. 

Jesus, vendo-a chorar, e bem assim os judeus que a acompanhavam, agitou-se no espírito e comoveu-se.   E perguntou: Onde o sepultastes? Eles lhe responderam: Senhor, vem e vê! Jesus chorou. (João 11: 33-35 RA) 

Você já se perguntou o porquê de Jesus ter chorado, se Ele sabia que Lázaro ressuscitaria? A resposta é por causa da condição a que o homem quis voluntariamente se sujeitar pela desobediência a Deus.

Quem crê no Senhor Jesus, ainda que tenha que passar pela morte física, sabe que Nele já venceu a morte e tem vida eterna. 

  E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, para que todo o que nele crê tenha a vida eterna. Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. (João 3: 14-18 RA). 

Jesus é o Verbo (Palavra) encarnado, por isso o que guarda a Palavra Dele crê Nele. 

Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, não verá a morte, eternamente.   Disseram-lhe os judeus: Agora, estamos certos de que tens demônio. Abraão morreu, e também os profetas, e tu dizes: Se alguém guardar a minha palavra, não provará a morte, eternamente. (João 8: 51-52 RA) 

O culto aos mortos é uma tradição herdada do Egito que é o país conhecido por cultuar os mortos, embalsamando os seus corpos e os guardando em tumbas dentro de construções conhecidas como pirâmides. As religiões pagãs da Mesopotâmia, da Índia e da China introduziram os conceitos de reencarnação que se alastrou pelo mundo.

Seria sábio cultivar o sofrimento por alguém que já partiu? A pessoa morta não pode fazer mais nada por nós e nem nós por elas. 

Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro igualmente, os males; agora, porém, aqui, ele está consolado; tu, em tormentos. E, além de tudo, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que querem passar daqui para vós outros não podem, nem os de lá passar para nós.   Então, replicou: Pai, eu te imploro que o mandes à minha casa paterna, porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de não virem também para este lugar de tormento. Respondeu Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos.   Mas ele insistiu: Não, pai Abraão; se alguém dentre os mortos for ter com eles, arrepender-se-ão. Abraão, porém, lhe respondeu: Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos. (Lucas 16: 25-31 RA) 

Somente Deus tem o controle da situação. Quem está morto jamais voltará a esta terra. 

Lembra-te de que a minha vida é um sopro; os meus olhos não tornarão a ver o bem.   Os olhos dos que agora me vêem não me verão mais; os teus olhos me procurarão, mas já não serei.   Tal como a nuvem se desfaz e passa, aquele que desce à sepultura jamais tornará a subir. Nunca mais tornará à sua casa, nem o lugar onde habita o conhecerá jamais. (Jó 7:7-10 RA).

E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, (Hebreus 9:27 RA).

Nada mais há que se possa fazer por aqueles que já partiram, entretanto, podemos e devemos fazer por aqueles que estão vivos, para que quando não mais estiverem na nossa presença não sejam motivos de arrependimento e juízo.

O choro e o lamento são até próprios durante algum tempo, mas não podemos ficar prostrados, sofrendo muito tempo por isso.

É preciso entregar esses sentimentos a Jesus, pois Ele cuidará deles para nós.·. 

lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. (1 Pedro 5:7 RA) 

No texto de hoje o rei Davi, nos mostra qual a atitude a ser tomada. Lemos que Davi se esforçou muito para salvar a vida de seu filho: jejuou e orou para que Deus poupasse a vida de seu filho, mas depois que soube que este estava morto, se levantou, lavou-se, ungiu-se, mudou as suas vestes, entrou na Casa do Senhor e adorou, depois tornou para sua casa e saciou sua fome.

O choro no momento do velório é natural, mas depois devemos aprender a conviver com a saudade, lembrando os bons momentos que vivenciamos, e agradecer a Deus pelo tempo que passamos juntos, sem se perder em lamentos. A vida continua e muitas pessoas ainda precisam de nós. Não podemos nos aprisionar e ou nos deixar morrer por causa da morte, pois o Senhor nos libertou do império dela. 

sendo este entregue pelo determinado desígnio e presciência de Deus, vós o matastes, crucificando-o por mãos de iníquos; ao qual, porém, Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte; porquanto não era possível fosse ele retido por ela. (Atos 2:23-24 RA)

Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte. (Romanos 8:2 RA)

Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, (Hebreus 2:14 RA).

 

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

Igreja Em Busca de Filadélfia – Pr. Alcebídios Garcia Dias – 02/11/2013.


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 2783



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--