Online: 177
 
 
O poder da língua
( 6402 visitas )

Publicado em: 18/7/2006
Por: Ricardo Eleutério dos Anjos
Igreja do Evangelho Quadrangular - Penápolis - SP
pastor.ricardoieq@hotmail.com
 

“A morte e a vida estão no poder da língua, mas aqueles que a amam, comerão do seu fruto” (Provérbios 18:21.)


Quero falar do poder e da importância de nossas palavras. As palavras têm um poder imenso, com elas, glorificamos a Deus, abençoamos nossos irmãos, fazemos amizades, comunicamos uns com os outros, cantamos uma música ou declamamos um lindo poema. Através das palavras, famílias são edificadas e lares são reconstruídos.

A palavra é tão poderosa que, algumas empresas investem alto, contratando profissionais para trazer-lhes uma palavra de motivação e entusiasmo - Já participei de algumas palestras como essas e pude conferir que, realmente as palavras causam grande influência no homem: faz o profissional ter um anseio de produzir mais, um aluno a estudar com mais dedicação e um empresário a projetar melhor suas estratégias de mercado. Poderosa palavra que muda o comportamento das pessoas!

Em contra partida, as palavras podem ser usadas para a destruição, para gerar morte. Quantos casamentos abalados, quantas relacionamentos cortados, amizades destruídas... tudo isso por causa de uma palavra maldita. Um tapa no rosto não dói tanto tempo como uma palavra de destruição, somente quem a ouviu sabe do que estou falando. Vemos tantas pessoas feridas, ainda hoje, por uma palavra que ouviu do pai ou de um filho, no passado. Traumas que muitos levarão consigo para o resto de suas vidas.

Talvez você esteja nesta situação, palavras de morte têm sido proferidas contra você. O médico que disse que essa doença não tem cura, o marido que disse algo contra você, a mulher que te disse que não o ama mais, o seu patrão que te dispensou sem se explicar direito – e você já não sabe mais o que fazer... Quero te dizer que em Jesus você encontrará uma palavra de esperança e vida!

“Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para onde iremos nós? Só tu tens as palavras de vida eterna.” (João 6:68)

Meu irmão, só em Jesus você encontrará uma palavra que pode te trazer vida. No momento de medo, Ele diz: “Não temas”; na solidão, Ele diz: “Estou contigo”; na hora da luta, Ele diz: “Tende bom ânimo”; na fraqueza, Ele diz: “Vos dou poder” – em todos os momentos, Jesus terá uma palavra que vai gerar vida em nós.

Receba neste momento esta palavra de vida, e a benção do Senhor para você e toda a sua família, EM NOME DE JESUS!

1)    Deus usa Sua Palavra para gerar vida

Gênesis 1:3
“E disse Deus: Haja luz. E houve luz”.

Versículo 6
“E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas e haja separação entre águas e águas”.

Versículo 9
“E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca. E assim foi”.

Versículo 11
“E disse Deus: produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente esteja nela sobre a terra. E assim foi”.
Versículo 14
“E disse Deus: haja luminares na expansão dos céus; para haver separação entre dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos”.

Versículo 20
“E disse Deus: produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus”.

Versículo 24
“E disse Deus: produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado e répteis, bestas-feras da terra conforme a sua espécie. E assim foi”.

Versículo 26
“E disse Deus: façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar; e sobre as aves dos céus e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra”.

Fomos criados a imagem e semelhança de Deus, usemos também nossas palavras para construir vidas. Quantas pessoas que, diante de uma situação difícil, tem falado que não são capazes, que não podem, que não conseguem. Certo dia, incentivava um jovem a participar de um concurso público, quando me disse: Quem sou eu, pastor? – Talvez seja esta a mesma frase que você tem dito em meio aos desafios da vida. Mas eu quero te dizer que você é “mais que vencedor, por meio daquele que te amou!” você é nova criatura! E mais... Você tem a mente de Cristo!

2)    Palavras que geraram vida

A mulher Sunamita (II Reis 4:17-23, 25 e 26)

“Mas a mulher concebeu, e deu à luz um filho, no tempo determinado, no ano seguinte, como Eliseu lhe dissera.
Tendo o filho crescido, certo dia saiu a Ter com seu pai, que estava com os segadores.

Disse a seu pai: Ai, a minha cabeça! Ai, a minha cabeça! Disse o pai dele a um moço: Leva-o a sua mãe.

Ele o tomou e o levou a sua mãe, e o menino esteve sobre os joelhos dela até o meio-dia, e então morreu.

E subiu ela e o deitou sobre a cama do homem de Deus; fechou sobre ele a porta e saiu.

E chamou a seu marido e disse: Manda-me já um dos moços e uma das jumentas, para que eu corra ao homem de Deus e volte.

E disse ele: Por que vais a ele hoje? Não é lua nova nem Sábado. E ela disse: Tudo vai bem.

Partiu ela e veio ao homem de Deus, ao monte Carmelo. Vendo-a o homem de Deus de longe, disse a Geazi, seu moço: Olha! Aí está a sunamita.

Corre-lhe ao encontro, e dize-lhe: Vai tudo bem contigo? Vai bem com teu marido? Vai bem com teu filho? Respondeu ela: Vai bem.”

Tamanha foi a fé daquela mulher. Um grande problema dentro de casa, e ainda disse ao marido “Tudo vai bem”. É claro que não estava nada bem, mas a esperança de Ter o seu filho de volta a fez declarar que estava tudo bem. Ela conhecia o poder que a palavra tem para gerar vida – Eliseu já havia profetizado o nascimento de seu filho, Ela já havia tido uma experiência neste assunto.

Muitas vezes, as pessoas têm problemas bem menores do que este e vivem declarando derrota. Aquela mulher não mentiu, simplesmente creu que Deus poderia restituir o que havia perdido. Eliseu quando a viu, mandou logo Geazi perguntar se estava tudo bem (vs. 26)

“Agora, pois, corre-lhe ao encontro e dize-lhe: Vai bem contigo? Vai bem com teu marido? Vai bem com teu filho? E ela disse: Vai bem”.

Vai tudo bem com você? Vai tudo bem com o seu casamento? Vai tudo bem com seu pai ou seu filho? Vai tudo bem no trabalho? Vai tudo bem na escola?
Qual é a sua resposta?

Em provérbios 24:10 diz: “Se te mostrares fraco no dia da angústia, a tua força será pequena”.

Deus conhece seu sofrimento, ele sabe que muitas vezes parece ser mais forte do que você. Quem sabe você já tenha declarado derrota na sua vida, falência para a sua empresa, fracasso para seu casamento... Comece a declarar palavras que geram vida! Não estou fazendo apologia sobre o poder “das palavras positivas”, mas sim, o poder da fé em Jesus Cristo, “Tudo é possível ao que crê!”. Conte o seu problema para Deus e comece a declarar que “Vai tudo Bem”.

Sabe qual foi o resultado da declaração daquela mulher?

“Então, chamou a Geazi e disse: Chamai essa Sunamita. E chamou-a, e veio a ele. E disse ele: Toma o teu filho. E veio ela, e se prostrou a seus pés, e se inclinou à terra; e tomou o seu filho e saiu.”( II Reis 4: 36-37)

Confie no milagre de Deus. Seus sonhos e objetivos que estão mortos ressuscitarão em nome de Jesus!

O Apóstolo Paulo (Filipenses 4:13)
“Posso todas as coisas naquele que me fortalece.”

Quando está tudo bem, quando o bolso está cheio de dinheiro e tudo em seu devido lugar, é fácil fazer tal declaração. Paulo, porém, a fez quando estava preso e algumas vezes, passando por dificuldades.

Vs. 12 “Sei estar abatido e sei também Ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto a Ter fartura como a Ter fome, tanto a Ter abundância como a padecer necessidades.”.

Mesmo em momentos difíceis da vida, comece a declarar que você vencerá, não pela sua força, mas porque você “pode todas as coisas naquele que te fortalece”.

3)    Palavras que geraram morte

Havia fome em Samaria, uma situação tão triste que as mães mataram seus filhos e comiam, para não morrerem de fome. O exército do rei da Síria cercou a cidade e ninguém podia sair com vida. Foi quando Eliseu prediz o fim do cerco (II Reis 7:1)

“Disse Eliseu: Ouvi a palavra do Senhor. Assim diz o Senhor: Amanhã, por estas horas, haverá uma medida de farinha por um siclo, e duas medidas de cevada por um siclo, à porta de Samaria.”

Veja no versículo dois, o que respondeu o capitão da guarda:

“Porém o capitão em cujo braço o rei se apoiava respondeu ao homem de Deus: Ainda que o Senhor fizesse janelas no céu, poderia acontecer isso? Respondeu Eliseu: Tu o verás com os teus olhos, porém não comerás”.

Diante de uma adversidade, o incrédulo nunca tem uma palavra, a não ser, a que gere morte. Por não acreditar na palavra de Deus, o homem continua sofrendo e nunca provará das promessas divinas, é o que aconteceu com o incrédulo capitão da guarda de Israel.

Deus expulsou de lá o exército Sírio e quatro homens leprosos, que viviam do lado de fora da cidade, avistaram o arraial siro sem nenhum soldado, e para surpresa de todos, havia abundância de comida.

Após comerem e beberem com fartura sentiram a necessidade de avisar o rei e a toda cidade, que havia muita comida no arraial siro. Foi aí que o capitão recebeu a recompensa de suas palavras incrédulas, pelas quais, causaram-lhe a morte. (vs. 17 e 20)

“Ora, o rei havia colocado à porta o capitão em cujo braço se apoiava, e o povo o atropelou na porta, e ele morreu, como dissera o homem de Deus, o que falou quando o rei descera a ele. Assim lhe sucedeu, pois o povo o atropelou à porta, e ele morreu”.

Outro exemplo claro de palavras que geram a morte, foram as palavras de dez dos doze espias que Moisés enviou às terras de Canaã. (Números 13:27-28)

“Relataram a Moisés o seguinte: Fomos à terra a que nos enviaste. Ela verdadeiramente mana leite e mel! Este é o seu fruto. Mas o povo que habita nessa terra é poderoso, e as cidades fortificadas e muito grandes. Também vimos ali os filhos de Enaque”.

Versículo 31. “Porém os homens que com ele subiram disseram: Não poderemos atacar aquele povo; é mais forte do que nós”.

Tais declarações provocaram uma apatia espiritual no povo de Israel, a ponto de desejarem voltar para o Egito e serem escravos novamente.

“E diziam uns aos outros: Levantemos um capitão, e voltemos para o Egito”.
(Números 14:4)

Palavra que gera morte faz os homens retrocederem e desistirem de seus ideais. Quem sabe você esteja na mesma situação, já desistiu do seu casamento, dos seus estudos, dos seus planos, justamente por dar ouvidos às palavras dos pessimistas e incrédulos que não conhecem as escrituras nem o poder de Deus.

Deus havia prometido ao seu povo uma terra, que manava leite e mel, mas, mesmo com tal promessa, sua fé foi enfraquecida por avistar os primeiros obstáculos à frente.
Seus problemas são grandes? Saiba que maior é o que está com você. São numerosas as dificuldades? Mais são os que estão com você, do que o exército inimigo que quer te derrotar.

O Salmo 34:19 diz: “Muitas são as aflições dos justos, mas o Senhor de todas os livra”.

Assim como o povo de Israel, você também tem uma promessa do Pai, promessa de vitória, de conquista, de bênçãos sobre bênçãos! Problemas surgirão, mas você já tem a resolução deste problema – Deus está com você!
O Salmista Davi disse no Salmo 23:4. “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo...”.

Dez, dos doze espias não creram na palavra do Senhor, mas veja a declaração de Josué e Calebe, homens que confiaram na promessa de Deus, mesmo observando as cidades fortificadas e os gigantes da terra.

Números 13:30. “Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Subamos animosamente, e possuamo-la em herança, pois certamente prevaleceremos contra ela”.

Qual tem sido a sua declaração? – Não posso, é mais forte do que eu! Ou, certamente prevalecerei contra o mal?

Daquela geração, somente Josué e Calebe entraram na terra prometida, os outros, pela covardia e falta de fé, não receberam a herança do Senhor.

Números 14:27-30
“Até quando sofrerei esta má congregação, que murmura contra mim? Tenho ouvido as queixas desses murmuradores filhos de Israel”.

“Dize-lhes: Tão certo como Eu vivo, diz o Senhor, como falastes aos meus ouvidos, assim farei a vós outros”.

“Neste deserto cairão os vossos cadáveres, como também todos os que de vós foram contados no recenseamento, de vinte anos para cima, e que murmuraram contra mim”.

Não entrareis nesta terra, a respeito da qual eu, levando a mão, jurei de nela vos fazer habitar, salvo Calebe, filho de Jefoné, e Josué, filho de Num”.

A Bíblia diz que, sem fé é impossível agradar a Deus. Mesmo que as situações estejam contradizendo tudo aquilo que Deus te prometeu, creia, pois Ele é fiel, perfeito e poderoso, e não vai te desamparar.

“Ainda que meu pai e minha mãe me desamparassem, o Senhor me recolheria”.
(Salmo 27:10)

Um dia ouvi uma frase que mexeu muito comigo. “Problemas são aquelas coisas aterrorizantes que só vemos quando tiramos os nossos olhos do alvo”.

É exatamente isso que eu quero te dizer, não olhe para os seus problemas como se fossem as causas impossíveis de serem resolvidas, olhe para Jesus, o autor e consumador da nossa fé!

4)    Como temos usado nossas palavras?

Jesus disse que somos contaminados não por aquilo que entra, mas por aquilo que sai da nossa boca. Declarações como: eu não posso; não consigo; quem sou eu?; meu marido não tem mais jeito, já desisti de lutar por fulano e outras declarações como estas, contaminam o homem e geram morte.

“Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e também com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.

Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto seja assim.”
(Tiago 3:9-10)

Irmão, comece usar a sua língua para abençoar a sua vida, a sua família, o local onde você trabalha, em fim, abençoe!

“A morte e a vida estão no poder da língua”


Língua ao molho madeira...

“Conta-se que um rei muito poderoso iria receber um grande amigo em seu palácio. Então ele foi ao chefe da cozinha e ordenou que preparasse a melhor comida.

No dia da visita o cozinheiro serviu “língua ao molho madeira”, para muitos um prato muito saboroso e apreciadíssimo.

Passado algum tempo, o rei recebeu a visita de um terrível inimigo. Então ordenou ao cozinheiro que fizesse a pior comida.

Tal foi a surpresa de Sua Majestade ao observar que o cozinheiro preparara o mesmo prato! “Língua ao molho madeira”.

Indignado o rei chamou o cozinheiro e perguntou-lhe:
- Como pode, cozinheiro, servir a mesma comida ao melhor amigo e ao pior inimigo? Eu pedi a melhor refeição para o amigo e a pior para o inimigo e você trouxe a mesma comida: Língua?

O humilde vassalo respondeu:

- É que a língua, meu rei, num momento pode trazer paz, alegria, felicidade para aqueles a quem queremos bem e, em seguida, a mesma língua pode trazer guerra, tristeza e infelicidade a quem não queremos bem.”

Pense nisso e comece a usar suas palavras para gerar vida.


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 1832



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--