Online: 290
 
 
Eliseu e a viúva de Sarepta
( 9437 visitas )

Publicado em: 7/1/2008
Por: Alcebídios Garcia Dias
Igreja Em Busca de Filadélfia - S. Caetano do Sul SP
alcebidios@hotmail.com
 

Eliseu e a viúva de Sarepta
(texto básico 2Reis 4:1-7)
Certa mulher, das mulheres dos discípulos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que ele temia ao SENHOR. É chegado o credor para levar os meus dois filhos para lhe serem escravos. (II Reis 4:1 RA).
Esta situação nos mostra que também nós, os servos do Senhor, passamos por dificuldades nesta vida. O próprio Senhor Jesus nos diz: “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”. (João 16:33 RA).
Esta situação nos mostra também o perigo que corremos quando se perde o cabeça do casal. O inimigo, o credor deste mundo, vem cobrar; ele quer nos arrebatar de volta para a escravidão, ele quer que nossos filhos lhe sejam escravos, e nessa hora, se entrarmos em pânico, entregamos tudo de bandeja para o nosso inimigo, o diabo, o príncipe deste mundo, tudo o que nos pertence.
Mas, se procurarmos pela pessoa certa, Ele nos ajudará, Ele nos livrará da escravidão. Precisamos, em tudo que fizermos, primeiramente consultar o Senhor...

Eliseu lhe perguntou: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. Ela respondeu: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. (II Reis 4:2 RA)
Precisamos aprender a valorizar o que temos, se soubemos usar o que o Senhor nos dá, seremos muito ricos. Que riqueza maior que o Espírito desejaremos? Se temos o Espírito em nosso espírito, que nos poderá faltar?
Somos vasos do Senhor.
Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro, para desonra? (Romanos 9:21 RA)
Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. (II Coríntios 4:7 RA).
O Senhor é o nosso oleiro, nós somos seus vasos. Que sejamos vasos que honrem o Senhor. Nossas vasilhas devem sempre estar cheias, devemos nos encher do espírito, e para isso precisamos comer mais da Palavra .

E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, (Efésios 5:18 RA).
Precisamos ser como as virgens prudentes, as nossas vasilhas devem estar sempre cheias, transbordando.
no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas. (Mateus 25:4 RA)
E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta. (Mateus 25:10 RA).
Então, disse ele: Vai, pede emprestadas vasilhas a todos os teus vizinhos; vasilhas vazias, não poucas. Então, entra, e fecha a porta sobre ti e sobre teus filhos, e deita o teu azeite em todas aquelas vasilhas; põe à parte a que estiver cheia. (II Reis 4:3-4 RA).
Essa Palavra vem nos expor. Senhor, temos o Teu Espírito, que o Senhor nos deu gratuitamente, mas que temos feito? Nossa vasilha está cheia, mas e a de nossos familiares, parentes, amigos, colegas de trabalho, vizinhos, etc., estão vazias. O Senhor nos conclama a que enchamos as vasilhas de todos. O Senhor quer terminar Sua obra, Sua edificação, a igreja, para que Ele possa voltar, mas ainda faltam algumas pedras. Que temos feito para apressar a vinda do Senhor? Temos pregado Seu Evangelho? Temos levado Sua santa Palavra aos que estão procurando? Oh! Senhor tem misericórdia de nós. Faze-nos vasos de honra.

Precisamos também, para que o nosso vaso transborde, estar na presença do Senhor , por isso, entremos no nosso quarto e oremos pedindo ao Senhor que nos ilumine e nos dê força para prosseguimos nessa empreitada.
Levemos nossos filhos para que se não deixem atrair pelas coisas do mundo e se tornem escravos do seu credor, o diabo.
O Senhor nos conclama a entrarmos na Sua presença e orar.
Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais. (Mateus 6:6-8 RA)

Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém! Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas. (Mateus 6:9-15 RA).
Ele nos livrará do credor deste mundo e não nos deixará ser provado além do que podemos suportar.
Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar. (I Coríntios 10:13 RA).

Partiu, pois, dele e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; estes lhe chegavam as vasilhas, e ela as enchia. Cheias as vasilhas, disse ela a um dos filhos: Chega-me, aqui, mais uma vasilha. Mas ele respondeu: Não há mais vasilha nenhuma. E o azeite parou. Então, foi ela e fez saber ao homem de Deus; ele disse: Vai, vende o azeite e paga a tua dívida; e, tu e teus filhos, vivei do resto. (II Reis 4:5-7 RA).
O Senhor é a nossa provisão, ele excede o que desejamos.
Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, (Efésios 3:20 RA)
Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. (Filipenses 4:6-7 RA)
E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito. (I João 5:14-15 RA)

Igreja Em Busca de Filadélfia – Pr. Alcebídios Garcia Dias




Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 6393



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--