Online: 271
 
 
A Vinha de Nabote e a Horta de satanás - I Re 21:1-7
( 41813 visitas )

Publicado em: 23/5/2008
Por: Gilvan Silva Santos (73 8824-1275; 9995-4551)
Igreja Batista Teosópolis - Itabuna - Bahia
gilvansilva00@hotmail.com
 

Cuide bem de Sua Herança: A Vinha De Nabote e a Horta de Satanás (I Reis 21:1-7)
    

A revelação bíblica nos mostra que existe uma guerra que é travada em nosso interior: a luta da carne x espírito. Nessa guerra, é necessário nos posicionarmos do lado correto para não sofrermos mais tarde. Também existe outra luta que é travada em nosso redor, pelas forças do mal que querem “roubar” nossa herança.

Nessa análise do trecho acima mencionado, o Senhor trouxe ao meu coração uma evidencia de que estamos no território do inimigo, mas mesmo assim, podemos vencê-lo se conhecermos alguns princípios que o episodio de Nabote (I Re 21:1-7) nos ensina. Durante muito tempo o Senhor tem ministrado algumas verdades em meu coração sobre a vinha de Nabote e acredito que essas verdades são úteis para a Edificação do Edifício de Deus aqui na terra.

Esse episódio não nos traz muita revelação sobre a vida de Nabote, quem era sua família, qual era sua ocupação; apenas sabemos seu nome e a única coisa que ele tinha: sua vinha, e que lição essa vinha tem a nos ensinar.

Vamos analisar esses sete versículos, fazendo algumas reflexões que são de vital importância em nossos dias:

    Versículo 1: Depois destas coisas....

Acabe tinha obtido vitória sobre alguns de seus inimigos (por ser rei em Israel tinha vários), todavia além de vencer os sírios fez aliança com o seu rei (isso é assunto para outro estudo). Nessa situação quero mostrar que Acabe tinha conquistado aquilo que lhe interessava, não tinha necessidade de querer mais nada. Quantos de nós queremos possuir o que não precisamos e outros precisam daquilo que não possuem. Em qualquer um dos casos, cria-se uma situação de desequilíbrio. Há muito para aprendermos hoje em dia e a seguinte passagem em questão nos mostra que Deus deve receber a gloria que só a Ele é devida, Ele não é Deus apenas das pequenas coisas, mas de todo o Universo que Ele mesmo criou. Os sírios não respeitaram o poder de Deus e muitos também hoje em dia não respeitam. O que será dessas pessoas que não reconhecem Deus e não Lhe dão a gloria (I Cor 1:24-25). As coisas destinadas à destruição devem ser destruídas: há muitas coisas que nós, enquanto cristão, devemos destruir em relação ao nosso pecado, como os “altos” que edificamos em nossa vida.

A cobiça é um pecado muito perigoso, pois nos leva a ter ciúmes de alguém que tem alguma coisa que nós também queremos ter, mas não temos. Esse ciúme doentio magoa outras pessoas e nos faz invejosos.

Acabe, rei de Israel, tinha um palácio em Jezreel. Perto desse palácio havia uma plantação de uvas que era propriedade de um homem chamado Nabote. Que contrate: um palácio x uma vinha. Todavia, isso não causava inveja em Nabote. Certamente ele sabia que tudo no mundo é passageiro: riquezas, propriedades, etc (I Jo. 2:15-17), mas fazer a vontade do Senhor garantia sua eternidade. A vinha estava perto do palácio (que proximidade!...), assim também nós estamos no mundo, mas não fazemos parte dele. Precisamos estabelecer limites. Vejamos: Nabote nunca quis possuir o palácio de Acabe (talvez nunca tenha entrado nele). Não devemos querer conquistar o “mundo” e perder nossa alma (Mt. 16.26).

    Versículo 2: ...Acabe falou a Nabote...

Acabe tinha todo o luxo em sua residência fixa, seu palácio em Samaria, mas possuía também outro palácio em Jezreel e de todas as formas ambicionava a vinha de Nabote para fazer dela uma horta. A obsessão que Acabe tinha era tão grande que ele estava disposto a pagar qualquer valor ou dar outra melhor (do ponto de vista dele). Essa vinha representa aquilo que nos proporciona prazer, alegria; é nossa herança, pode ser nossa casa, nosso carro, nossas amizades, talentos. Mas quero trazer outra realidade para nossas vidas: essa vinha representa nosso ministério, nossa salvação, nossa comunhão com o Senhor Jesus, nossa família, nossos valores espirituais (isso não deve ser vendido nem trocado por nada). Basicamente, essa vinha representa duas coisas:

    Nossa herança espiritual, conquistada por Cristo; (Cant. 1:6)
    Nosso lugar e provisão, nossas posses e profissão (Prov. 18:19).
    Biblicamente falando, a vinha representa nosso coração (Prov. 4:23), que deve ser guardado a todo custo (Prov. 24:30-34)
Satanás está de olho em quem tem herança no Senhor. Quem tem vinha é invejado, é cobiçado. CUIDADO, ESTÃO DE OLHO NA SUA VINHA.

É interessante o quanto é significativo para Acabe a aquisição da vinha de Nabote, deixando-o deprimido quando não a obteve. O inimigo usa pessoas que estão perto de nós como seu mensageiro. Nesse sentido, Acabe então pode ser visto como um mensageiro de Satanás. Quem é o seu Acabe? Quem tem tentado obter sua vinha? Sua salvação? Sua família?

Como filhos de Deus, possuímos uma vinha, uma herança em Cristo, feita com Seu precioso Sangue (I Pe 1:3-5) e o inferno entrou em aliança para nos destruir, enviando os Acabes da vida, e se não consegue com Acabe, mandará as Jezabeis ao nosso encontro, como veremos mais adiante. Se você se encontra debaixo de ameaças, falsos testemunhos e cercados por laços das mais diversas formas, inclusive laços de morte, fique tranqüilo, pois significa que você ainda possui uma vinha. Mas sempre haverá alguém de olho em nossa herança, naquilo que temos construído em nossa caminhada com o Senhor. Possuímos uma vida com o Senhor, isto é um fato; temos conquistado fronteiras, levantado bandeiras e muitas vezes temos também fracassado, mas sempre experimentando o agir do Todo-Poderoso e, é hora de não voltar atrás, seguir a Cristo e nada mais. A nossa historia de fé é a vinha que recebemos do Senhor por herança.

Vemos em Acabe os enganos passageiros do mundo, com possibilidades sedutoras:

a)    Trocar a vinha por outra melhor; (existe algo melhor do que servir ao Senhor – Nada se compara a grandeza de conhecer Jesus!...)
b)    Trocar a vinha por dinheiro (Qual o preço da salvação, quanto custa o sacrifício de Cristo?);

    Versículo 3: ...Nabote disse a Acabe ...

Nabote nos ensina a guardarmos aquilo que o Senhor nos deu com uma “pérola de grande valor”, a guardar a herança que Cristo nos deu. O nosso relacionamento com Deus deve ser irrevogável, não devemos vender ou trocar; estamos construindo uma historia que começou com o Sangue de Cristo, mesmo tendo uma tão grande nuvem de testemunhas nos observando (Heb. 12:1), temos que ter cuidado com os corvos, raposas e raposinhas (Cant. 2:14-15). Muitos “observadores” ficam indignados com nossas conquistas espirituais em Cristo. O preço pago na oração, a renuncia ofusca a intenção de “Acabe” que mostra, nesse contexto, o tipo de crente que quer construir uma historia com o Senhor sem pagar o preço, preferindo buscar “atalhos” e facilidades, mesmo que para isso tenha que destruir a vinha dos outros.

Nabote não queria dinheiro, ele não o amava. O dinheiro não era o seu senhor (que contraste com os crentes da atualidade que amam as riquezas).

Nabote também não queria outra vinha. Seu coração estava naquilo que o Senhor havia confiado a ele, nada o separava da comunhão com Cristo, ele tinha um objetivo claro. Suas palavras são como um alerta do Espírito Santo ao nosso coração: não venderei minha vinha por nada. O mundo pode pedir para você deixar Jesus, diga não; a um elo muito forte unindo você a Jesus, não o quebre por nada. Proteja sua vinha. Se mantenha na posição que o Senhor o colocou, mantendo-se firmado nEle. Não tema a fúria do rei contra você. Quem protege sua vinha enfrentará a fúria de Jazabel.

Nabote conhecia A Lei de Deus, era um servo fiel e prudente, (e nós hoje, somos fieis e prudentes?), sabia que de acordo com a lei (mosaica), os terrenos não podiam ser vendidos porque era um patrimônio familiar (Dt. 19.14)

    Versículo 4: Então Acabe veio desgostoso ...

A resposta de Nabote deixou Acabe desgostoso e a Palavra de Deus mostra que o rei Acabe alem deu sua tolerância com a idolatria acrescentou um grave erro a sua vida de pecado: a injustiça cometida contra Nabote por sua ambição pessoal.

Vale ressaltar que Acabe não tinha um histórico positivo aos olhos do Senhor Deus, mesmo estando no comando do povo de Israel, desprezava constantemente as ordenanças de Deus e prestava culto a Baal; como está nosso histórico com o Senhor?

Acabe ficou tão irritado com a resposta de Nabote que até ignorou sua esposa, deitando-se e permanecendo virado para a parede (não cumprindo suas funções maritais), também não quis comer nada; imaginemos a cena: sua esposa com aquele jantar preparado, toda arrumada esperando por Acabe e ele chega furioso e vai para o quarto, frustrando todos os planos de Jazabel para aquele momento em família (essa não é uma família que deva ser imitada, apenas estou refletindo sobre um casal onde a esposa está preocupada com o esposa; ela havia notado a diferença no comportamento de Acabe). Quantos maridos passam o dia todo no “corre-corre” da vida, e, às vezes, o dia foi um dia “daqueles”; chegamos em casa e as esposas não percebem nada, e só reclamam e cobram... Que essa atitude única de Jezabel, em se preocupar com Acabe, possa ser imitada por nossas esposas. Apenas isso deve ser imitado na vida dessa idólatra, tudo o mais deve ser rejeitado.

Acabe já tinha um objetivo predeterminado para vinha de Nabote: ele queria transformar a vinha em horta. Horta? Isso mesmo. Novamente aqui encontramos outro contrate: vinha x horta. Não dá para ser as duas coisas ao mesmo tempo. Ou somos vinhas ou somos hortas. Qual a diferença? As hortas eram comuns no Egito e representa os “crentes” que só tem aparência, com “raízes” rasas demais, sem profundidade (parábola do semeador). Como disse o Senhor Jesus: não suportam dificuldades. Será que somos vinhas? Ou será que somos hortas? O desejo de Satanás é que sejamos hortas para ele cultivar tudo aquilo que é contrario à vontade de Deus. Mas o desejo de Deus é que sejamos vinhas, que tem raízes e cresce a vida inteira (em toda a Bíblia vemos a importância que o Senhor Deus deu a vinha). Apenas para ilustrar:

a)    Depois da destruição do dilúvio Noé plantou um vinha; representando um novo começo, uma nova oportunidade, um novo marco (Gn. 9.20);

b)    O Senhor comparou a Sua Igreja as “vinhas que estão em flor”, no livro de Cantares, que retrata a experiência pessoal de cada crente com o Senhor Jesus (Ct. 2:15);

c)    A vinha é um símbolo de alegria e de promessas de restauração. A Igreja Primitiva começou com um avivamento e terminará da mesma maneira! Temos a promessa tanto da chuva temporã como da serôdia antes da volta de Jesus (Jl. 2.23)

d)    Na ordenança da Igreja de Cristo, na Ceia, ficou estabelecido que o suco da vinha é o símbolo do sangue de Jesus que foi derramado por nós (Mt. 26.27-28)

Se você se sente amargo, infrutífero, sem sabor, se tem sido uma horta onde o diabo tem semeado “lixo” saiba que o Senhor tem poder, aliás, todo poder, para transformar você novamente em vinha, pois o Sangue de Se Filho garante vitória.

    Versículo 5: Porém,..., vindo Jezabel...

A esposa de Acabe, Jezabel, identificando a causa da tristeza do marido garante que ele obterá aquela vinha.

Jezabel é filha de Etbaal, rei dos sidônios e sacerdote de Baal, foi responsável por levantar altos de cultos e adoração a Baal nos lugares de adoração ao único Deus Verdadeiro. Acredito que Jezabel era conduzida por um “principado” para promover tanta apostasia e idolatria

Por toda a Bíblia, o nome de Jezabel está associado à perseguição do povo de Deus, a idolatria e ao assassinato. Ainda hoje, seu espírito continua se levantando contra o ministério dos servos de Deus, tentando apagar nossa historia, questionando nossa vida, nossas mensagens; querendo conduzir o povo de Deus ao “adultério espiritual”.

Muitas pessoas hoje em dia acham que tem todo o poder absoluto. São tomados pelo espírito de Jazabel. Lideres que manipulam seus liderados. Pastores que manipulam suas ovelhas.

    Versículo 6: E Acabe disse a Jezabel...

Acabe estava fazendo o que era mal os olhos do Senhor. Muitos de nós, também hoje, fazemos o que é errado aos olhos do Senhor. Acabe ficou indignado por que lhe foi negado um desejo de seu coração. Ele tinha tudo, mas queria a vinha de Nabote que estava próximo ao seu palácio. O pedaço de terra que Nabote possui não tinha nenhuma importância para Acabe, era apenas satisfação de sua avareza. Em um sentido mais profundo, Deus havia colocado limites para Acabe, ele não podia possuir o que já pertencia a Deus. Somos propriedades exclusiva de Jesus e nada nem ninguém pode nos arrebatar de Suas Mãos. Acabe podia ter o reino, mas não a vinha de Nabote. De quem é sua vida?

Para Acabe o assunto estava encerrado: ele entendeu que não podia, de nenhuma forma, adquirir a vinha de Nabote. Em nenhum momento Acabe havia imaginado matar Nabote.

    Versículo 7: Então, Jezabel, sua mulher...

Jezabel questiona o rei, seu esposo: que tipo de rei é você que não pode ter uma simples vinha, se alegre, e levante-se eu te darei a vinha. Esperava-se de Acabe determinação: ele poderia ter dito que não tinha jeito e então ter impedido a morte de Nabote. Todavia, ele foi um fraco no sentido moral e foi fácil para Jezabel manipulá-lo.

A história de Nabote podia ter tido outro final se Acabe fosse um esposo que desse a “palavra final” no seu casamento. Mas, pelo que percebo, ele era “guiado” por sua esposa e me parece que não queria contrariá-la.

Jezabel planejou matar Nabote, acusando-o com falsas testemunhas, “homens malignos” que ela subornou. Ela escreveu cartas em nome de Acabe e carimbou-as com o anel real e as mandou para as autoridades de Jezreel. As cartas diziam o seguinte: “digam ao povo de Jezreel que haverá um dia nacional de jejum, todos devem estar reunidos e Nabote deve estar na frente do povo, coloquem também dois homens sem caráter para acusarem Nabote de ter amaldiçoado a Deus e ao rei; depois dessas acusações levem-no para fora da cidade e o apedrejem com pedras até que morra”

Uma vez que Nabote tinha determinado em seu coração não vender sua herança por nada, a serva do diabo, Jezabel, utilizou estratégias diabólicas para conseguir a vinha. Criou uma situação para que Nabote fosse apedrejado: a calúnia foi recebida como verdade. O inocente foi apedrejado até a morte. Sua herança, sua vinha, foi tomada e transformada em horta do rei.

Não havia outra saída para Nabote, a não ser pegar com a própria vida. Quem se mantém fiel àquilo que o Senhor confiou sempre será alvo de apedrejamentos. Se você, mesmo sendo fiel ao Senhor, tem sido vitima de apedrejamentos (calunias e difamação) esse é o momento que o Senhor quer aperfeiçoar Seu poder na sua fraqueza. Permaneça fiel, mesmo com toda fúria de Jezabel. Ela sempre age de longe, não mostra a cara, suborna pessoas para te acusarem.

Queridos é bom saber que nem a morte apagará a historia que temos construído com o Senhor. Não há vitoria sem luta, ressurreição sem morte. O inimigo sempre pensa que saiu vencedor, mas há o Deus dos Céus que transforma a maldição em benção, a horta em vinha. Aleluia!...

Depois da morte de Nabote, Acabe nem se preocupou com mais nada e imediatamente foi tomar posse da vinha. Mas Deus comissionou o profeta Elias para ir ao encontro de Acabe. Aqueles que fazem o que é mal aos olhos do Senhor terão que enfrentar Sua correção e juízo. Deus é justo e Seu olhar está atento a todas as ações feitas aqui na Terra. Nada passa esquecido aos olhos de Deus, ainda mais quando um servo dEle é injustiçado, Ele cuida dos Seus. É tempo de restituição: Deus dará tudo de volta para nós, se permanecemos com jardim fechado (Ct. 4.12). Deixemos o Senhor cuidar de nós como lavoura (I Cor. 3.9).

O espírito de Jezabel tem transformado líderes em dominadores e opressores do povo em curto espaço de tempo. Deus colocou Acabe como líder do povo de Israel. Mas ele foi dominado pelo espírito de sua esposa, Jezabel, e virou um conquistador de opressor dos humildes e fracos.

Em nossas igrejas esse espírito age semeando idolatria, sensualidade, mentiras. Deus quer que nós estejamos longe dessa influencia com a nossa vida de submissão unicamente a Ele e jamais venhamos achar que somos alguma coisa além daquilo que Deus nos permitiu ser.

Acabe arrependeu-se frente à pregação de Elias (I Re 21.29). Todavia, o problema é que ele havia feito aliança com o mundo. Ele estava em aliança com o que Deus tinha amaldiçoado. A profecia de Elias se cumpriria nas seguintes fases:

1.    O sangue de Acabe seria derramado no mesmo lugar;
2.    A casa de Acabe seria destruída;
3.    Os cães comeriam Jezabel;

Devido ao arrependimento de Acabe, Deus adiou a destruição de sua casa até após a sua morte (I Re 21.27-29). Jezabel morreu pisoteada e comida pelos cães (II Re. 9:30-37). Que o Senhor nos proteja das investidas de Jazabel contra nós e contra nossa vinha.

Que haja edificação, vida e crescimento, em Cristo.


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 15379



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--