Online: 265
 
 
Desenterrando os poços
( 8079 visitas )

Publicado em: 22/7/2008
Por: Jorge Wilton Gomes de Lima
Igreja Evangélica Deus Vivo-Miracema - TO - Miracema do Tocantins - TO
pcimiracema@hotmail.com
 

Desenterrando os poços

Gênesis 26: 18-25


    v-18 - e tornou Isaque, e cavou os poços de água que cavaram nos dias de Abraão, seu pai, e que os filisteus taparam depois da morte de Abraão, e chamou-os pelo nome que os chamara seu pai.
    V-19 – cavaram, pois, os servos de Isaque naquele vale e acharam ali um poço de águas vivas.
    V–20 –e os pastores de Gerar porfiaram com os pastores de Isaque dizendo: esta água é nossa. Por isso, chamou o nome daquele poço ESEQUE, porque contenderam com ele. ( contenda)
    V–21- então, cavaram outro poço, e também porfiaram sobre ele. Por isso se chamou seu nome SITNA. ( inimizade)
    V–22 – e partiu dali e cavou outro poço; e não porfiaram sobre ele. Por isso, chamou o seu nome de REOBOTE ( alargamento) e disse: porque agora nos alargou o Senhor e crescemos nesta terra.
    V–23 – depois subiu dali a BERSEBA. (juramento)
    V–24 – e apareceu-lhe o Senhor naquela mesma noite e disse: eu sou o Deus de Abraão teu pai. Não temas, porque eu sou contigo, e abençoar-te-ei, e multiplicarei a tua semente por amor de Abraão, meu servo.
    v-25 – então, edificou ali um altar, e invocou o nome do senhor, e armou ali a sua tenda; e os servos de Isaque cavaram ali um poço.


    Nos dias de Isaque, havia sobre a terra uma seca muito grande. Que fez com que o, mesmo se retirasse para a terra de Gerar por determinação de Deus. Naquele lugar Deus o abençoou, fazendo com que os moradores daquele lugar sentissem inveja.

    Todas as vezes que se descobria um novo poço, também nova disputa era gerada. Podemos imaginar a alegria da descoberta e ao mesmo tempo a tristeza daqueles que trabalharam para isso.

    Que tipo de poço temos cavado em nossa caminhada com Cristo?. E o que isso tem gerado no meio da igreja? Será que nós não estamos de alguma forma enterrando os poços que estão sendo construídos? Será que com as nossas atitudes não estamos agindo como os moradores de Gerar? De que lado você está neste momento da tua vida espiritual? Dos que cavam ou dos que enterram os poços?


    V–20 –e os pastores de Gerar porfiaram com os pastores de Isaque dizendo: esta água é nossa. Por isso, chamou o nome daquele poço ESEQUE, porque contenderam com ele.

    Este poço foi chamado por Isaque de poço da contenda. Quantas vezes não são desenterrados estes poços em nossas vidas ou no meio da igreja. Às vezes esses poços são enterrados, e nós insistimos em tirar toda a terra que está sobre ele. Fofocas, invejas, orgulho, soberba, vaidade, a insubmissão.

    Quantas coisas em nossas vidas, que fazemos questão de trazer à tona, gerando no nosso meio, na nossa família, a contenda. (quando entramos em contenda, começamos a trazer a tona os velhos problemas, os erros cometidos atrás e etc)

Prov.6:16-20
“estas seis coisas aborrecem ao Senhor, e a sétima sua alma abomina. 1º- olhos altivos, 2º-língua mentirosa, 3º-mãos que derramam sangue inocente, 4º-coração que maquina pensamentos viciosos, 5º-pés que se apressam para correr para o mal, 6º-testemunha falsa que profere a mentira,    7º- o que semeia contenda entre irmãos.

Prov. 30:33 “ o espremer do leite produz manteiga, e o espremer do nariz produz sangue, e o espremer da ira produz contenda.”

Este poço não pode ser desenterrado em nossa vidas, pelo contrário temos que tapa-lo. Os moradores de Gerar podiam beber dessa água, pois essas atitudes faziam parte das suas vidas.

Deus não permitiu que seu povo bebesse daquela água, da mesma forma ele não deseja que bebamos.


    V–21- então, cavaram outro poço, e também porfiaram sobre ele. Por isso se chamou seu nome SITNA.

Novamente os servos de Isaque cavam um novo poço, e com isso novos problemas. Os moradores de Gerar mais uma vez entram em disputa. Este poço foi chamado por Isaque de poço da inimizade.

Outro poço que muitas vezes é desenterrado, causando no meio da igreja um grande estrago. A inimizade é uma obra da carne, ou seja, ela é gerada dentro de nós. A inimizade é algo tão sério que gera no meio do povo de Deus um sentimento de desconfiança, distanciamento esfriamento, tira a comunhão e etc. Vai minando as nossas forças, roubando a alegria. É como um câncer, vai tirando as forças das células sadias.

E quantos, não somente cavam esse poço, como bebem da sua água, água contaminada, suja e com certeza de um sabor amargo. Esse poço deve ser enterrado de nossas vidas.

Para o mundo ou Gerar isso é comum, a amizade vale o que você tem ou o que você é. “ há amigos mais chegados que um irmão.”


    V–22 – e partiu dali e cavou outro poço; e não porfiaram sobre ele. Por isso, chamou o seu nome de REOBOTE e disse: porque agora nos alargou o Senhor e crescemos nesta terra.

Isaque juntamente com seus servos deixam pra trás ESEQUE e SITNA, ou seja, contenda e inimizade e partem para um novo desafio. E o resultado da sua persistência foi o poço de REOBOTE.

Este poço foi chamado por Isaque de poço do ALARGAMENTO ou CRESCIMENTO. Quando vencemos os sentimentos carnais, isso significa crescimento espiritual, amadurecimento. As obras da carne não têm nenhum poder ou influência sobre as nossas vidas ou nossas decisões. É dessa água que devemos beber sempre.

A confiança e a persistência de Isaque foram compensadas pela resposta de Deus. “ nos alargou o Senhor e crescemos nesta terra.” Havia um desejo no coração de Deus em abençoar seu servo.


    V–23 – depois subiu dali a BERSEBA. (juramento)
    V–24 – e apareceu-lhe o Senhor naquela mesma noite e disse: eu sou o Deus de Abraão teu pai. Não temas, porque eu sou contigo, e abençoar-te-ei, e multiplicarei a tua semente por amor de Abraão, meu servo.
    v-25 – então, edificou ali um altar, e invocou o nome do senhor, e armou ali a sua tenda; e os servos de Isaque cavaram ali um poço.

Certamente depois de desfrutar das bênçãos de Deus em REOBOTE, mais uma vez Isaque parte dali e sobe até BERSEBA. É neste lugar onde Deus confirma a Isaque todas as promessas feitas a Abraão. “ não temas”-Proteção, “eu sou contigo”- presença, “ te abençoarei”- benção, “multiplicarei a tua semente”. Faz com que os seus perseguidores venham e se retratem com ele, e o reconheçam como servo do Deus altíssimo, e lhes dê garantia de paz.

Em BERSEBA, Isaque e seus servos cavam mais um poço. E Isaque chama aquele poço de poço do juramento.

Temos que cavar nosso poço em BERSEBA, porque é neste lugar onde há manifestação de Deus, neste lugar há aliança, lugar de retratação, lugar de paz, lugar de descanso. É dessa água que devemos beber sempre, águas limpas, cristalinas, puras.


Que Deus os abençoe.


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 3296



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--