Coloque o WebServos como sua página inicial!
Online: 169
  .:: Canais ::.
 ::: Início :::
 Sinais dos Tempos
 Reflexões
 Evangelísticas
 Estudos Bíblicos
 Espaço Jovem
 Música & Louvor
 Artigos de Louvor
 Webservos Shop
 WebServos Sites
 Igrejas OnLine
 Folhetos Virtuais
 Cartões Postais
 Pedido de Oração
 Intercessores
 Testemunhos
 Recomendação
 Quem Somos



 
 
CHIBOLETE OU SIBOLETE? O QUE VOCÊ ESTÁ FALANDO?
( 4080 visitas )

Publicado em: 14/3/2010
Por: Joaquim S. Guimas
Assembléia de Deus de Madureira - Manaus/Am
joaquimguimas@hotmail.com.
 


Jz.12.6.
“então, lhe diziam: Dize, pois, chibolete; porém ele dizia: sibolete, porque o não podia pronunciar assim bem; então, pegavam dele e o degolavam nos vaus do Jordão; e caíram de Efraim, naquele tempo, quarenta e dois mil”.

A história de Jefté mostra a dura realidade da vida diária durante o período dos juízes. Esse período da história de Israel foi um tempo de abandono generalizado da fé e de desobediência a Deus. Os juízes geralmente eram líderes políticos ou militares que, mesmo com suas imperfeições, puderam ser usados por Deus para livrar seu povo. Não sabemos muito sobre Jefté, a não ser aquilo que está contido nos capítulos 11 e 12, mas eles expressam um ensinamento importante.

É evidente que, mesmo tendo o Espírito de Deus vindo sobre Jefté (Jz.11.29), ele ainda sentia que era preciso fazer alguma coisa mais para conseguir de Deus a garantia de seu favor durante a batalha. O que a vida de Jefté tem para nos ensinar? Certamente, ele foi um dos juízes que mais obedeceu e comprometeu-se com Deus.

As credenciais de Jefté para ser líder de seu povo, como no caso de muitos juízes de Israel, não tinha nada de impressionante. Filho de uma prostituta, ele havia sido expulso da casa de seu pai e se tornado um bandido, um marginal. Vamos nos lembrar de uma coisa muito importante, que nossas escolhas, e não nosso ambiente, é que estabelecem o curso de nossas vidas.

A história desse homem foi uma das mais empolgantes e dramáticas do livro de Juízes. Jefté tinha sido rejeitado por seus irmãos (11.1.2), fugiu deles, juntou-se a seguidores atrevidos, e fundou um povoado (v.3). Posteriormente, quando o povo de seu pai pediu que retornasse como comandante de seu exército, demonstrou em palavras (v.4.11), e em sua carta aos inimigos amonitas (vs.12.28), um claro conhecimento e uma fé firme em Deus.

Chibolete, era uma palavra que os gileaditas (tribo de Gileade) empregavam, depois de terem vencidos os homens de Efraim, a fim de pôr à prova os fugitivos que procuravam atravessar os vaus (parte rasa) do Jordão, negando que eram “efraimitas”. Como tinham dificuldades em pronunciar o hebraico “ch”, os gileaditas lhes diziam que pronunciassem CHIBOLETE, se eles pronunciassem SIBOLETE, eram mortos (Jz.12.6). Essa guerra entre as tribos custou caro, pois 42 mil efraimitas foram mortos!.

Havia naquela época, um grande movimento de pessoas que passavam de um lado para o outro do Jordão. O propósito da pergunta era distinguir quem era os fugitivos, dos inofensivos viajantes e mercadores. Os efraimitas eram a maior e a tribo líder do norte. Se gloriavam, eram também arrogantes por pertencerem a uma tribo poderosa, só que agora estavam disposto a negar a sua condição de efraimita, para salvarem suas próprias vidas!.

Chibolete” significa “espiga de cereal”, e os efraimitas falavam um dialeto hebraico com pequenas divergências nas pronuncias. No seu falar o som “CH” era pronunciado em “S” de um modo tal que não conseguiam evitar de serem descobertos.

De fato, o povo de Gileade dominava perfeitamente a sua língua nacional, porém qualquer estrangeiro que aprendesse a sua língua, não conseguiriam aproximar-se da perfeição. Com isso, saberiam identificar um do outro, ou eram patriota, ou eram estrangeiro. O que realmente essas duas palavras tem para nos ensinar? O que há de tão importante para aprendermos e aplicar esse contexto na nossa vida espiritual?.

Iremos aprender que com essas duas palavras quase idênticas, elas nos revelarão a nossa identificação. e quem somos verdadeiramente!.

Amados irmãos, observe bem as denominações evangélicas no mundo inteiro, olhe atentamente que em cada nação, os nossos irmãos falam como é realmente o seu idioma nacional, porém a linguagem espiritual da Cidade Santa de Deus, é que todos, indistintamente, tem que falar a mesma língua!.

Deus conhece o seu povo, mesmo que “misturados” entre bilhões de distintas pessoas. Dizer que é cristão verdadeiro, tem que levar as marcas de Cristo (Gl.6.17), o testemunho da Palavra de Deus (At.20.24), acompanhado de sinais e prodígios (At. 4.3); e a certeza da comunhão de Deus pelo seu Espírito Santo (Rm.8.16).

Quando temos Cristo em nossas vidas, não falamos mais a linguagem do mundo e do seu sistema dominado pelo mal. Podemos afirmar que não haverá “imitação”, e para isso temos que ser realmente um crente fiel!.

Então aquele que fala CHIBOLETE sai da boca do crente em Jesus, poder transformador que gera nova vida, pois fala por Deus aos incrédulos! (2Co.5.20).

Os que falam CHIBOLETE falam da sabedoria, levam uma vida santa, pois são justificados por Deus, entoam louvores, é guardado e protegido por Deus. A boca do justo produz moderação, temperança, conhecimento, inspiração, justiça, prudência, sensatez.

Falar CHIBOLETE é falar a favor do mundo e do inocente!.

E nos vaus da indecisão dos inocentes e dos necessitados, será instrumento de Deus contra os opositores. A boca que fala CHIBOLETE denuncia verdadeiramente quem é de Jesus (Mt.26.73).

O linguajar do cristão é diferente do sistema mundano. A bíblia ensina a poesia que vem do céu, que recitamos no nosso dia a dia: “A paz do Senhor”, “Aleluia”, Glória a Deus”, Oh! Glória, “Graças a Deus”, “Misericórdia”, “Querido Irmão”, “Amado”, “Graça e Paz”, é a fala mais bela das crônicas e salmos pronunciada diante do mundanismo!.

O que fala SIBOLETE, é o contraste de tudo isso, vive ao inverso, e na contra mão de Deus. E nós mesmos sabemos disso, afinal estamos diariamente sendo alvos de suas aberrações!. O cristão fiel ao Senhor, sempre irá conseguir falar facilmente CHIBOLETE, porém se for um simples aventureiro religioso, por mais que tente passar como cristão, pronunciará o SIBOLETE do diabo!. Paulo quando expulsava demônios dizia “em nome de Jesus Cristo”, ordeno-lhe que saia dela, e na mesma hora saia (At.16.18b).

“EM NOME”, Paulo estava falando CHIBOLETE, o mesmo idioma ensinado por Jesus!.

A bíblia nos deixa uma grande advertência para aqueles falsos religiosos, incluindo pastores, líderes, evangelistas e obreiros, que se atrevem em usar a autoridade e o poder que há no nome de Jesus em sua vida ministerial. Fingem serem homens de Deus, mostram uma aparência que não há como levantar qualquer suspeita, mas por dentro dele, e entre quatro paredes ou no “escuro”, são verdadeiros lobos.

São falsos homens de Deus, que não tem e nem merecem ter nenhuma autoridade em sua vida, não levam nada a sério, ficam com medo de falar sobre as coisas erradas que se passam na igreja e até na sua vida. Porque se falarem, só vai sair SIBOLETE!.

Tiago 4.11 diz assim: “Acaso pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso?”.

Assim como o período de Jefté foi o mais curto de todos os juízes, assim também será curta a vida ministerial desses maus obreiros de Deus!. Podem até se gloriarem de sua posição privilegiada, porém chegará o dia como aconteceu com os efraimitas, perecerão pois as suas falas os denunciam!

São os falsos religiosos que vivem dentro das igrejas, levam uma vida espiritual dupla, possuem dois guarda roupas, uma de cordeiro e outra de lobo, fingem que não sabem que estão num grande lamaçal! Não se importam com os conselhos dados, querem mesmo é ter seus momentos de plena satisfação.

Outros aparentam viver bem espiritualmente; todavia sabem muito bem que suas vidas com Deus é precária, cheia de sujeiras e barreiras, satisfazem plenamente suas vidas e as completam com coisas mundanas!

Aceitam facilmente tudo o que é oferecido pelo mundo, ou seja, navegam num leito de águas rasas, ficaram atolados e seguem caminhos por onde outros passaram e não tiveram êxito, mas mesmo assim mantêm suas vidas, e seus estilos de vida completamente desconcertada com Deus!.

SIBOLETE significa estar desaprovado por Deus, levando uma vida contrária à sua vontade. Dão pouca importância à sua espiritualidade, e maior importância à sua vida material, passam a vida inteira dando desculpas, sempre deixando para depois as coisas de Deus!.

SIBOLETE significa sentir-se satisfeitos em andar pelos caminhos do pecado, de pisar em coisas mortas, desde que vejam garantidas as suas satisfações humanas sem se importarem onde estão realmente!.

SIBOLETE significa não buscar em primeiro lugar o reino de Deus. Preferem viver de maneira rebelde, levar uma vida distante e inconseqüente, e nem pensam em querer melhorar, rejeitam uma vida de obediência, de fé, de testemunho e de serviço!.

SIBOLETE significa que Deus tem que dar conta de tudo e fazer o melhor em sua vida, mas não permite que Ele entre na sua intimidade. Acha que a ação de Deus não passa de um serviço obrigatório ou de um serviço terceirizado, vivem uma mentalidade deturpada de Deus!.

SIBOLETE significa não ter temor de Deus. Alguns até tem grandes oportunidades de serem homens de Deus, mas preferem viver no submundo do pecado São irresponsáveis, não valorizam e nem dão prioridade mais a sua vida espiritual, só querem “curtir” ao invés de se aproximarem mais de Deus!.

SIBOLETE significa apegar-se as coisas vis e desprezíveis para Deus. Não dando importância em desfrutarem de uma plena paz, alegria e bênçãos de Deus. Estão preferindo dar total atenção para o que é perecível e não para aquilo que é eterno, para o que é ruim e podre!. São tipos de pessoas que acabam se tornando pessimistas, incrédulas e rancorosas dentro da igreja.
Conclusão
Irmãos, lance fora o SIBOLETE agora mesmo da sua vida. É LIXO, e lixo tem que ser jogado no LIXO! Quem sabe isso deve estar atrapalhando a sua vida de viver bem com Deus, consigo mesmo e com sua família!.

Seja sábio e perceba que certas “riquezas” que você está valorizando muito, estão “empobrecendo” cada vez mais você. Enriqueça-se dos tesouros do alto onde não existe o SIBOLETE, a imitação, o fingimento, a aparência, a simulação, a suposição, e o disfarce!.

O CHIBOLETE significa aquilo que é verdadeiro, autentico, legítimo, sincero, e genuíno. Lance fora o seu conformismo, o pessimismo, e a falsidade do SIBOLETE!. Busque Deus e sua vida mudará, e você só terá a ganhar Dele. Só perdemos quando não revidamos, e quando não rompemos com o mal que nos assola constantemente.

Quando passamos a falar CHIBOLETE, iremos perceber que a nossa vida se transforma, a santidade se agigantará, e passamos a viver bem perto de Deus.

Nada faltará aos que se entregam “verdadeiramente” para Deus. Ele tem o melhor para nos dar. Deus é o oleiro soberano, Ele vai além das nossas imperfeições e imitações, ultrapassa o nosso final, e refaz o que está inutilizado.
Se o vaso é “falsificado”, não tenha dúvida ou receio. Ele vai fazer um novo vaso, perfeito, inimitável, com a marca “made in sky”.

Afinal, você não quer ser um “efraimita”, e morrer na beira do Jordão! Então passe logo o rio Jordão e diga firmemente: CHIBOLETE!.

Que Deus te abençoe poderosamente.


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !
   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.
•    Quem Somos    •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 13750



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--