Online: 305
 
 
OS QUATRO SINTOMAS DE UM CRENTE PARALÍTICO
( 4348 visitas )

Publicado em: 18/12/2010
Por: Joaquim de Souza Guimas
Igreja Assembléia de Deus de Madureira - Manaus - Am
joaquimguimas@hotmail.com
 

Atos 9.32-35
Introdução
Lida ficava no cruzamento da estrada que ia do Egito à Babilônia. Esta cidade havia sido evangelizada por Pedro. Já no século II, uma forte igreja cristã acabou surgindo ali. Pedro referiu-se aos cristãos de Lida como “santos”. O termo acabou tornando-se sinônimo dos cristãos da Igreja Primitiva e salientou o fato de que Deus os declarou santos e justos aos seus olhos e os havia separado para os seus propósitos. É em Lida que encontramos um homem chamado Enéias, que se encontrava já há oito anos paralítico estendido numa cama. Estava imóvel, sem esperanças, sem perspectivas, apenas esperando chegar o dia de sua morte. Era levado de um lado para outro. Vivia dependente da ajuda de todos. Não podia trabalhar e muito menos produzir.

Queridos Irmãos - A paralisia é uma doença terrível. Ela confina a pessoa a uma cama, impedindo-a de andar, correr, trabalhar, se divertir, e chega até a paralisar nossos sonhos. Depois de certo tempo, começam a se formar as escaras pelo corpo. São crostas de feridas que não saram mais, e causam mau cheiro. Literalmente, a pessoa começa a apodrecer! Interessante que o nome Enéias vem do grego que significa “Glorioso”. Enéias, que deveria ter orgulho do seu nome, agora está acamado, doente e imóvel!. Uma grande ironia na sua vida!

É exatamente isso que nosso inimigo quer fazer com as pessoas. Ele é um zombador, escarnecedor e gosta de debochar das pessoas. Cada um de nós foi criado por Deus e chamado para ser vencedor e refletir a Sua glória neste mundo. Deus não nos criou para a inatividade, para a paralisia!. Ele nos projetou para crescer, romper os limites, prosperar, e frutificarmos em tudo que colocarmos nossas mãos e nossos pés!.

Amados irmãos – Fico comovido e cheio de tristeza, mas sinto dizer, que infelizmente, muitas pessoas no meio evangélico estão paralisadas como Enéias. Elas até sabem que têm decreto de vitória para sua vida, um nome no mundo espiritual, mas estão vivendo miseravelmente. São paralíticos no espírito e alma, embora não necessariamente, no físico. A estratégia do inimigo é sempre querer nos paralisar. Uma vez neutralizados, não representaremos mais ameaças a ele. Os paralíticos não conquistam e nem promovem mudanças. Vivem de forma monótona e passiva, são apáticos em relação a todos os acontecimentos que giram ao seu redor. Não tem iniciativas, planos e nem projetos.

A vida do paralítico espiritual também é marcada pela sua extrema imobilidade. Vive em estado de dormência, anestesiado, entorpecido, e em completo desânimo. É um morto vivo!.

Por isso veremos Quatro Características, que por negligência do crente, acabam afetando e abalando a sua vida espiritual. Essas quatro particularidades invadem de maneiras diferentes, desestruturando por completo a vida espiritual do crente. Quando não negamos ou rompemos de vez com esses sintomas, eles se manifestarão com o intuito de desencorajar, impedir e afastar o servo dos caminhos do Senhor.

E quem se detém por esses sinais, um dia encontrará as portas do céu fechadas.! Por isso, veremos como é o comportamento do crente que sofre de paralisia espiritual. Que possamos aprender e ficar atentos, tomando uma atitude de alerta quanto a esses sintomas.

O PRIMEIRO SINTOMA - SÓ SABE ANDAR EMPURRADO

O crente que só anda empurrado, só sabe viver na sombra dos outros e não na presença de Deus. Só se move se alguém levá-lo. Só responde a estímulos externos, não têm opinião própria, não têm personalidade. Acredita em tudo o que os outros falam. São chamados de crente “piolho”, pois só andam pela cabeça dos outros. Não refletem, só tomam decisões pela influência da maioria. Não demonstra interesse de andar nos caminhos de Deus. Rejeita os conselhos de seus líderes, e só vai à igreja por mero costume. Não tem autoridade para dar um testemunho, por isso não produz frutos. Sabe muito bem é criar problemas para o seu pastor. O crente empurrado convive diariamente com certas ilegalidades, achando que tudo é normal.

Em Gênesis, do capítulo 12 até o 19 – encontramos o maior exemplo de um crente que só sabia andar empurrado. Seu nome é Ló. Esse personagem é o tipo de crente quieto e acomodado. Em todos os lugares que Abraão andava, Ló seguia também. Só que Abraão andava com Deus, e Ló vivia na sombra de Abraão. Abraão ouvia e seguia a voz de Deus, Ló só sabia ouvir e seguir a voz de Abraão. O crente que só sabe andar empurrado se interessa mais pela sua prosperidade na terra do que pela sua salvação!.

O SEGUNDO SINTOMA – É LEVADO PELAS CIRCUNSTÂNCIAS

Se ao seu redor está tudo bem, então ele está bem; se o ambiente está em crise, ele também entra em crise. O clima é que determina seu humor, a sua alegria e o seu ânimo. Não têm forças para lutar. Fica sem reação aos ataques do inimigo, por isso se torna vulnerável! É isso que o inimigo promove para poder manipular e fazer o que quiser. Cai facilmente em engano, em qualquer conto do vigário. Tais pessoas não conseguem se firmar espiritualmente. O seu pensamento está sempre navegando por águas turvas, por isso sua visão é superficial!.

Só se importa com mesquinharias, sua ganância é maior que sua fé. Seus passos são dirigidos pelo olhar, e não pela fé. Ló era um crente assim!. Um crente que se deixava ser levado pelas circunstâncias, ou seja, pelo momento. A sua ambição sempre falava mais alto. Certa vez, ao olhar para uma campina verdejante, foi tomado pelo desejo ardente de morar naquele lugar. Era uma região onde havia abundancia de águas. Ló ficou deslumbrado com a fertilidade da terra, mas não considerou o caráter dos homens daquela cidade (Gn.19). Viu e não se importou que bem à sua frente, ficavam as pecaminosas cidades de Sodoma e Gomorra. A grande falha de Ló foi amar as vantagens pessoais, em vez de abominar a iniqüidade.

Os olhos de Ló o enganaram facilmente. Sua ganância era maior do que ter um compromisso com Deus. Resolver sua situação era mais importante que viver em santidade!. Sua visão distorcida foi traída pela circunstância, pelo lugar, e pelo momento. Crente que só olha para as circunstâncias, é ágil para cair em pecado, como também é lento para sair dele!. Foi o que aconteceu com Lò!. Caminhou em direção do pecado e da condenação (Gn.13.12-13). O crente que é levado pela circunstancia, não se importa com as aparências e nem com as escolhas.

O TERCEIRO SINTOMA – SUA ALMA É CHEIA DE FERIDAS

As escaras espirituais começam a tomar conta da alma. A inatividade faz com que tenha tempo para nutrir ressentimentos e pensamentos maus, como vingança, ódio, inveja. Tem tempo para olhar e achar os defeitos dos outros, por isso passa a criticar e julgar as pessoas. Sua alma é cheia de ódio, rancor, falsidade, e possui um forte caráter de insubmissão. Vive uma vida longe de Deus por causa de sua atitude rebelde.

Na Bíblia encontramos esse personagem. É o tipo de crente que gostava de agir exatamente assim. Seu nome: Absalão. Em II Samuel, a partir do capítulo 13 em diante, encontramos Absalão iniciando o seu declínio espiritual. Essa é a história de um homem que tinha um coração emocionalmente enfermo pelo ódio. Alimentava em sua alma um feroz pecado: destruir seu próprio pai. Nunca houve no seu coração o desejo de viver bem ao lado de seu pai. Assim é o crente cheio de feridas, não tem prazer de estar junto ao Pai Celestial.

Suas atitudes, o levaram a se distanciar de todos, e de Deus. Em momento algum Absalão sentiu pesar no coração. Não percebia o erro que estava praticando. Com o coração endurecido foi com seus homens maquinar a derrubada de seu pai na porta da cidade. Tem muitos crentes que quando o coração está cheio de feridas, a primeira coisa que procura fazer é ir para a porta da igreja para querer destruir a imagem de seus irmãos, da liderança e até de seu pastor. Está na igreja de domingo a domingo, mas o evangelho não consegue mais reviver o seu estado de paralisia espiritual. Se você está vivendo dessa maneira, Deus tem um recado para você. É simples, porém duro. Volte para Ele ou irá Morrer longe D’Ele. Deus não quer que você fique indiferente, insensível, insensato, vivendo essa vida de total paralisia espiritual.

O QUARTO SINTOMA – SÓ ANDA NA DIREÇÃO CONTRÁRIA DE DEUS

É aquele crente que acha que tudo que faz, tem aprovação de Deus. Tem a visão fosca, apagada, e limitada das coisas de Deus. Acha que não tem tanta obrigação em servir e obedecer a Deus. A paralisia já degenerou e atrofiou a sua mente pelo conformismo e com a situação que vive. Gosta mesmo é de viver uma vida espiritual passiva com tudo e com todos. Sua vida espiritual é decadente, ociosa, não conquista, não luta, não age, por isso nunca vai para frente. Não tem vontade de orar, rejeitar, ou libertar o seu estado de marasmo. Acha que os planos de Deus nem é tão bons assim para a sua vida. Crente que é salvo, tem a obrigação também de salvar!. Crente não pode ser reservado, nem tampouco se recusar em fazer a obra.

É conformado, acha normal viver uma vida espiritual rebelde e cheia de indecisão. Não se alegra mesmo tendo a visão de conquista e vitórias que Deus lhe dá. Na Bíblia achamos outro personagem. Seu nome era Jonas. Jonas foi um profeta assim. Até que um dia Deus “pegou no pé dele.” Jonas simboliza o tipo de crente que é até capaz de se “esforçar” para frustrar a vontade divina e fugir da tarefa que o Senhor lhe confiou.

Jonas foi para Nínive de má vontade. Lá a mensagem dele deu resultado. O povo se arrependeu, mas Jonas não fica muito feliz!!. Jonas é o crente que só vê o lado negativo das coisas. Quer que Deus faça tudo por ele, mas não gosta de fazer nada por Deus. Deus sempre apreciou a atitude do homem que se propõe a fazer a vontade D’Ele. Então podemos dizer que o verdadeiro servo é aquele que age, luta, produz, enfrenta, avança, conquista, e se deixa ser usado por Deus. Portanto, fuja dessa paralisia enquanto é tempo!. Não fique justificando o seu estado de “sono anestésico”, achando que uma vez salvo, salvo para sempre. Quem sabe um dia Deus poderá “pegar no seu pé” também!.

Conclusão

Há quanto tempo você está paralisado? Pedro chamou pelo nome: “Enéias, Jesus Cristo te cura”. Enéias recebeu esta palavra. Ele não duvidou. Não esperou primeiro sentir alguma coisa. Pedro renovou o decreto que estava sobre ele e a fé brotou em seu coração. Imediatamente se levantou! O decreto de Deus é maior do que a circunstância que nos prende. Por que Pedro mandou que Enéias arrumasse sua cama? Foi para despertar a fé de Enéias, de que aquela cama não mais lhe domaria!.

Os paralíticos precisam ser libertos das circunstâncias que os confinam. Enéias, que era levado pelo leito, passou a levar o leito. Se Enéias se levantou, Jesus quer te levantar também! Alguém, como Pedro, está sendo usado por Deus para lhe dar este decreto: “Levanta-te e arruma o teu leito”. Não espere algo acontecer, mas faça acontecer pela sua reposta de fé a esse decreto. Deus tem um projeto para você. Ele quer que você seja um canal da glória neste mundo. Não deixe que a paralisia espiritual lhe domine. Receba hoje o teu decreto de vitória. Os sintomas de paralisia que queriam te dominar, já foram anulados e cancelados.

Caíram por terra em nome de Jesus!.


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 14525



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--