Online: 213
 
 
O VELHO ALTAR DE DEUS RESTAURADO
( 2883 visitas )

Publicado em: 31/12/2010
Por: Teófilo Karkle
Assembleia de Deus - Lages SC
pastor.karkle@hotmail.com
 

(1 Pedro 2.25)
Também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.

Preâmbulo: Na atualidade pelas informações bíblicas, o crente em Jesus faz parte de quatro aspectos importantes no sistema de Adoração. Ele é Templo onde habita o Espírito Santo, o Sacerdote da raça eleita, do sacerdócio real, da nação santa, do povo de propriedade exclusiva de Deus. (1 Pd 2.9) Ademais ele é o próprio Altar e o próprio Sacrifício: (Rm 12.1) Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. (1 Co 3.16) Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?

I – O ALTAR DE DEUS NOS DIAS DE ELIAS

1.    O Altar de Deus não foi usado por sete monarcas: Sete reis haviam se dedicado a outros tipos de cultos, não dando uso ao altar verdadeiro de Deus. Jeroboão: (22 anos) que fez os dois bezerros de ouro (1 Rs 12.28-32) Nadabe: (2 anos) (1 Rs 15.26) Lhe sucedeu o trono um homem assassino, Baasa: (24 anos) (1 Rs 15.27) Seguiu depois um bêbado por nome Ela: (2 anos) (1 Rs 16.8-10) O próximo foi um suicida, Zinri: (7 dias, nesta semana houve 3 aspirantes ao reino) (1 Rs 16.20) Sucedeu-lhe um aventureiro militar chamado Onri: (18 anos) (1 Rs 16.25) e o ciclo maligno foi completado Acabe: (22 anos) (1 Rs 16.30-33) Todos os sete reis fizeram o que era mau perante o Senhor. Total 90 anos.

2.    O Altar de Deus estava arruinado: Suas doze pedras estavam espalhadas, fora do lugar. Cada pedra daquela representava uma tribo de Israel. (1 Rs 18.30) Então, Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; Elias restaurou o altar do Senhor, que estava em ruínas.

3.    O Altar de Deus precisou ser consertado: Elias precisou consertar este altar, colocando de volta as pedras, já experimentadas, já ajustadas no seu tamanho exato, pedras já ocupadas em sacrifícios em tempo de avivamento.

4.    O Altar de Deus confirmado com gloria: Deus respondeu com fogo conforme o desafio de Elias com os 900 profetas idolatra. O fogo consumiu o holocausto, a lenha, a água, as doze pedras. Nenhum fogo anterior havia consumido pedra, só esse fogo de Deus.

II – QUATRO CONSERTOS HISTÓRICOS

1.    Elias consertou o Altar: É importante observar a prioridade dos consertos. Fisicamente, por uma questão de segurança o primeiro que deveria ser consertado eram os muros. Mas o Altar protege melhor que os muros de certos inimigos.

2.    Josias consertou o Templo: Josias, rei de sucesso trouxe avivamento a Judá, quando ele ordenou a seus agentes para consertar a casa do Senhor. (2 Cr 34.8) No décimo oitavo ano do seu reinado, havendo já purificado a terra e a casa, enviou a Safã, filho de Azalias, a Maaséias, governador da cidade, e a Joá, filho de Joacaz, cronista, para repararem a Casa do Senhor, seu Deus.

3.    Neemias consertou os Muros: (Ne 2.17) Então, lhes disse: Estais vendo a miséria em que estamos, Jerusalém assolada, e as suas portas, queimadas; vinde, pois, reedifiquemos os muros de Jerusalém e deixemos de ser opróbrio.

4.    Esdras consertou a Cidade: (Ed 4.16) Nós, pois, fazemos notório ao rei que, se aquela cidade se reedificar, e os seus muros se restaurarem, sucederá que não terá a posse das terras deste lado do Eufrates.

III – O CRENTE COMO ALTAR DE DEUS

1.    Precisa ser Restaurados: Deus quer as mesmas pedras que já viram a sua gloria, que já lhe servirão, na posição correta e com as suas pedras no lugar. Tem muita gente tratando de fazer um altar novo, e desconhecido, enxertando nele inovações, modismos.

2.    Precisa dar uso exclusivo ao altar: O altar tem a função exclusiva de oferecer sacrifícios. Sacrifício muitas vezes é confundido com sofrimento, mas se usarmos outra palavra para sacrifício ficará bem mais claro o seu sentido: Podemos usar então como donativo, oferta ou presente. Tem pessoas dando outro uso ao altar: Quando eu era criança via gatos dormindo dentro do forno de tijolos, pois estava quentinho e galinha.

3.    Precisa estar em atividades: De Adoração, de Louvor, de Sacrifícios, de Ofertas, de Petições. Altar é lugar de Entrega, de Renuncia, de Morte. É no altar que a vida do crente é colocada como um sacrifício para Deus. No altar o crente morre para as suas próprias convicções, vontades, desejos, expectativas. No altar o crente morre para a vida dele a fim de poder viver uma nova vida para com Deus. No altar tem fim o velho homem. Quando o sacrifício queimava, subia um cheiro que se desprendia da vítima. É isso que Deus espera, que quando a vida for a ele oferecida, possa liberar um cheiro suave a fim de agradar ao Senhor. (Ex 29.18) Assim queimarás todo o carneiro sobre o altar; é um holocausto para o Senhor, cheiro suave; uma oferta queimada ao Senhor.

4.    Precisa ter fogo constante: Fogo em nosso altar, coração, significa fervor, dedicação, entusiasmo, a presença de Deus sentida. Isto não é coisa de pentecostais apenas; veja que os discípulos a caminho de Emaús (Lc 24.32), enquanto Jesus lhes falava: ardia-lhes o coração. (Rm 12.11) Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor. Quando os gregos diziam que uma pessoa esta entusiasmada, eles falam que tinha um Deus dentro dela.

5.    Precisa retirar as cinzas: As cinzas era o que restava dos sacrifícios, das e festa, das adorações. Cinza fala de passado, do que aconteceu. Nós devemos nos lembrar de tudo o que Deus fez, mas não devemos viver só do que Deus fez. Saudosismo. Deus manda remover as cinzas para que haja mais louvor, mais adoração, mais sacrifícios. Quando nos apegamos às coisas do passado, e vivemos somente das experiências, o nosso altar está cheio de cinzas. Deus é um Deus inovador e renovador. Isaias fala do idolatra que se apascenta com cinzas: (Is 44.20) Tal homem se apascenta de cinza; o seu coração enganado o iludiu, de maneira que não pode livrar a sua alma, nem dizer: Não é mentira aquilo em que confio?
6.    Precisa oferecer Sacrifícios vivo: (Hb 13.15) Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome.

7.    Precisa ser exclusivo ao seu Deus: (Sl 16.4) Muitas serão as penas dos que trocam o Senhor por outros deuses; não oferecerei as suas libações de sangue, e os meus lábios não pronunciarão o seu nome.


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 5878



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--