Online: 351
 
 
A CORREÇÃO DO SENHOR
( 1697 visitas )

Publicado em: 1/3/2011
Por: Fernando César Timóteo Alves
FAMÍLIAS PARA CRISTO - Olinda/PE
familiasparacristo_@hotmail.com
 

“Filho meu, não rejeites a correção do Senhor, nem te enojes da sua repreensão, porque o Senhor corrige aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem” (Provérbios 3:11-12).

        Difícil é aceitar de boa vontade a correção do Senhor! A disciplina de DEUS em nossa vida propõe mudanças radicais e nos leva a renunciar à nossa forma de pensar e de viver. Precisamos ser talhados, amassados, lapidados, transformados por DEUS para que possamos alcançar a Sua santidade. Toda correção tem um propósito maior: fazer-nos melhores, preparados para receber as bênçãos do PAI. Como bem afirmou Salomão nos versículos acima, a correção é uma prova evidente do AMOR de DEUS por nós. ELE nos ama tanto a ponto de nos arrancar de uma vida aparentemente tranquila e nos colocar na fornalha da aflição, como bem atestou o profeta Isaías: “Vê, eu te purifiquei, mas não como a prata; provei-te na fornalha da aflição. Por amor de mim, por amor de mim faço isto. Como seria profanado o meu nome? A minha Glória não a darei a outrem” (48:10-11).

        Vida sem correção é sinônimo de pecado, de desobediência contra DEUS. NOSSO CRIADOR nos formou para sermos imagem e semelhança d`ELE, espirituais em tudo o que fizermos. Pois, facilmente somos envolvidos pela nossa natureza carnal, e logo nos tornamos movidos pelas solicitações carnais, afogando e neutralizando a presença do Espírito Santo em nós. Mas DEUS não nos quer perdidos, como filhos bastados, rebeldes, sem salvação. Por isso, ELE nos corrige, porque nos ama e deseja manifestar em nossa vida a Sua glória.

        Atualmente, muitos pais deixaram de corrigir a seus filhos, que se tornaram rebeldes e amantes das coisas do mundo. Muitos líderes cristãos abandonaram a doutrina da disciplina, da correção, e passaram a ser relapsos, coniventes com o pecado, e entregaram suas ovelhas a uma caminhada irresponsável, sem qualidade espiritual. Onde estão as igrejas da correção? Onde estão as ovelhas submissas e obedientes às lideranças? Onde estão os verdadeiros filhos de DEUS? Deixaram de viver a Palavra de DEUS, a Palavra que disciplina, que corrige, que molda, para viverem um evangelho de comodidade, de “mãozinha na cabeça”. Os pais e os pastores estão perdendo os filhos e as ovelhas, respectivamente, para o mundo porque lhes faltam o ensino e o cumprimento da doutrina apostólica. Vejam o que ainda disse Salomão: “Apega-te à correção e não a largues; guarda-a, porque ela é a tua vida” (Provérbios 4:13). O ser humano só tem vida verdadeira quando está debaixo da disciplina, da correção. O contrário disso também é verdade: “ele morrerá, porque sem correção andou, e, pelo excesso de sua loucura, andará errado” (Provérbios 5:23).

        Quão maravilhoso é ser corrigido por DEUS! Eu já frequentei várias igrejas e já conheci diversos pontos doutrinários religiosos. O que melhor me fez bem foi aquele ensinamento que me impulsionou a renunciar ao meu querer, o que me corrigiu, me apertou, e me fez ver que o caminho para agradar a DEUS é estreito demais e totalmente diferente dos caminhos do mundo. Aquilo que desperta dor na minha alma, sufoca o meu egoísmo, é o que preciso ouvir, aprender e aplicar a minha caminhada. Todos os dias, não posso deixar de fazer essa oração sincera ao meu Senhor: “corrige-me, ó Pai, pela tua infinita misericórdia e pelo teu grande amor!”. “O que ama a correção ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é um bruto” (Provérbios 12:1). Aquele que se permite ser corrigido é sábio, próspero e exaltado em todas as áreas de sua vida. O que, entretanto, rejeita, a pobreza lhe bate a porta: “Pobreza e afronta virão ao que rejeita a correção, mas o que guarda a repreensão será venerado” (Provérbios 13:18).

        Há pessoas que rejeitam a correção de DEUS. Umas, ELE as entrega às suas vontades e deleites; outras, ELE amassa e as coloca em lugares tenebrosos para, assim, poderem ouvir a Sua voz. O profeta Jonas foi um desses últimos. Recebeu da parte de DEUS uma ordem que deveria pregar ao povo de Nínive, e, mesmo assim, se fez rebelde, desobediente: “Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim. Mas Jonas levantou-se a fim de fugir de diante da face do Senhor para Társis. Desceu a Jope, onde achou um navio que ia para Társis. Pagou a sua passagem, e embarcou nele, a fim de ir com lês para Társis, para longe da presença do Senhor” (Jonas 1:2-3). Quando DEUS diz “é por aqui”, não adianta querer fugir por outro caminho. Se DEUS te disse “tua família é essa”, não adianta querer constituir outra família. DEUS está dizendo em Sua Soberania “o teu lugar é aqui. É nesse lugar que te abençoarei”. Muitas vezes um pai diz ao filho “vá por aqui, por esse caminho”. Logo quando o pai dá às costas, o filho segue por um caminho contrário. Ele sabe que o pai não está vendo, e, por isso, não sofrerá a repreensão. Com DEUS é diferente. ELE conhece os nossos passos. É impossível fugir da presença e do chamado de DEUS. Se ELE disse “é por aqui”, por aqui terá de ser. E qualquer que estiver dando apoio ou cobertura ao rebelde será atingido também. Jonas se escondeu no porão de um navio. Ele queria fugir para Társis. Mas aquele não fora o lugar que DEUS determinou. DEUS tinha dito para o profeta ir a Nínive. Por essa desobediência, Jonas teria que sofrer a correção da parte de DEUS: “Mas o Senhor mandou ao mar um grande vento, e fez-se no mar uma grande tempestade, de modo que o navio estava a ponto de despedaçar” (vers. 4). Que terrível correção Jonas teria que sofrer! Assim ocorre conosco. DEUS envia uma grande tempestade em nossa vida para que possamos ouvir e obedecer a Sua voz. O SENHOR poderia ter levantado outra pessoa para aquele trabalho em Nínive e deixar Jonas sossegado seguir o destino que lhe satisfazia. Mas por que não o fez? Porque DEUS tinha um plano especial na vida do profeta, porque o Senhor o amava, queria corrigi-lo, mudar o seu caráter, o seu coração de dura cerviz. Se estás nesse deserto, ouça: “DEUS TE AMA MUITO! ELE ESTÁ TAMBÉM MOLDANDO O TEU CARÁTER!”

        Todos os marinheiros, que não tinham nada a ver com a história, com a desobediência de Jonas, sofreram a consequência do seu erro. Cada qual clamava a seu deus, procuravam retirar as cargas do navio para que ele não afundasse, tentavam em vão uma solução para aquele grande problema. Porém, o problema não era o vento forte, as águas revoltas. O problema estava deitado no porão, dormindo um sono profundo. “O mestre do navio chegou-se a ele, e lhe disse: como podes dormir? Levanta-te e invoca o teu deus! Talvez assim ele se lembre de nós para que não pereçamos” (vers. 6). Como Jonas poderia agora clamar a DEUS pela salvação do navio se era ele o causador de tudo aquilo? A oração seria vã, sem efeito. DEUS certamente não o ouviria nem o atenderia. Não adianta pedir a DEUS se você é o(a) causador(a) do problema. Ou você se desfaz do erro e passa a obedecê-LO ou você morrerá em seus caminhos de morte. Então, lançaram sorte no navio para descobrir quem era o causador de toda aquela tempestade, e a sorte caiu sobre Jonas. Imagino o olhar de indignação dos integrantes do navio para Jonas depois disso... Por causa de um quase intruso, um último passageiro embarcado, que o navio sucumbiria. A única solução para que o pior não lhes acontecessem era expulsar o profeta daquele lugar. E assim fizeram: “levantaram a Jonas, e o lançaram ao mar, e cessou o mar da sua fúria” (vers. 15). E se Jonas fosse um exímio nadador, medalha de ouro na natação? Escaparia ele das mãos do Senhor? “Mas o Senhor deparou um grande peixe para que tragasse a Jonas, e Jonas esteve três dias e três noites nas entranhas do peixe” (vers. 17). Ali começava o deserto espiritual do profeta. Escapou da morte no navio, mas não escapou de ser engolido por um grande peixe.

        Nas entranhas de um peixe... Que lugar terrível para a pessoa se abrigar! Eu talvez não suportasse passar 10 minutos ali. E como deveria ser aquele lugar? Que odor exalava? Que outras criaturas ali havia? Qual a sua dimensão? Do que Jonas se alimentou? Três dias e três noites para mim seria uma eternidade...

        E ali, acredito eu, DEUS voltou a repreender o profeta: “Jonas! Jonas! Por que não obedeceste a minha voz? Jonas, está confortável esse lugar em que te coloquei?” E Jonas já mansinho, como uma ovelhinha obediente, machucada por DEUS, respondeu com uma voz suave, temerosa, quase inaudível: “não, Senhor, não está! Tira-me daqui que te obedecerei”. “Banido estou de diante dos teus olhos; todavia tornarei a olhar para o teu santo templo. As águas me cercaram até a alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça. Eu desci até os fundamentos dos montes; os ferrolhos da terra correram-se sobre mim para sempre. Mas tu fizeste subir minha vida da cova, ó Senhor, meu Deus” (2:4-6). DEUS então voltou a perguntar a Jonas: “e, agora, vais ou não para onde eu te mandei? Estarás ou não no lugar para onde te designei?” Jonas Lhe respondeu: “(...) O que votei, pagarei. Do Senhor vem a salvação. E o Senhor falou ao peixe, e ele vomitou a Jonas na terra” (2:9-10).

        DEUS só te tirará do cativeiro, quando você estiver pronto para obedecê-LO. O que ELE determinou, não demore a cumprir. Assim como fez com Jonas, fará também na sua vida! Não adianta fugir nem se manter rebelde. Se estás no porão do navio, DEUS te avistará. Se estás nas entranhas do peixe, DEUS não te sossegará, até o dia em que executar tudo o que determinou. “Porque o Senhor corrige a quem ama, e açoita a todo o que recebe por filho. É para a disciplina que suportais a correção; Deus vos trata como a filhos. Pois que filho há a quem o pai não corrige? Mas, se estás sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos. (...) Na verdade, nenhuma correção parece ao momento ser motivo de gozo, mas de tristeza. Contudo, depois produz um fruto pacífico de justiça naqueles que por ela têm sido exercitados” (Hebreus 12:6-8 e 11). DEUS nos abençoe!

Fernando César – Escritor, autor dos livros “Não Mude de religião: mude de vida!”, “Pódio da Graça”; “Antes que a Luz do Sol escureça” e da coleção “Destrua o divórcio antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua o adultério antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua a insubmissão antes que ela destrua seu casamento”. Também é pastor e líder do Ministério Restaurando Famílias para Cristo.

Visite o Site:http://familiasparacristo.wordpress.com/

Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !

 

Comente aqui e ajude a divulgar esta mensagem para seus amigos no facebook ...

   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.

 

•    Quem Somos    •     Fale conosco!     •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 8815



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--