Coloque o WebServos como sua página inicial!
Online: 395
  .:: Canais ::.
 ::: Início :::
 Sinais dos Tempos
 Reflexões
 Evangelísticas
 Estudos Bíblicos
 Espaço Jovem
 Música & Louvor
 Artigos de Louvor
 WebServos Sites
 Igrejas OnLine
 Folhetos Virtuais
 Cartões Postais
 Pedido de Oração
 Intercessores
 Testemunhos
 Recomendação
 Quem Somos



Jesus, o Bom Pastor
( 4531 visitas )

 

Jesus, o Bom Pastor

Pr. . Julio César Lucarevski

"Vendo ele as multidões, tinha grande compaixão delas, porque andavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não tem pastor". Mateus 9.36

Quando você olha para as multidões, qual sentimento nasce em seu intimo? Quando você vê as pessoas exaustas e sem forças, o que lhe vem à mente? Parece que não, mas as respostas às estas perguntas revelam como você se relaciona com as pessoas e com a missão de Cristo no mundo. Quando Jesus olhava para pessoas, Ele as via como pequenos animais lanosos dispersos e desprotegidos. O seu coração era tomado de compaixão, pois, ele percebia a fragilidade humana e o quanto Ele tinha para lhes oferecer.

Jesus gostava da imagem do pastor de ovelhas para descrever a si próprio. Quem vive em apartamento no centro da cidade, acostumado com carros, lojas, supermercados e shopping center sabe muito pouco a respeito de ovelhas e pastores. Apesar disso, a metáfora do bom pastor usada por Jesus, o qual veio buscar e salvar as suas ovelhas perdidas, mexe conosco. Ela é um símbolo muito forte, que nos dá a idéia de pertencimento e cuidado. Ela nos faz assumir a posição de necessitados, e que por isso, precisamos ser acolhidos e envolvidos por um Ser maior do que nós. Por outro lado, ela evoca a responsabilidade em participarmos juntamente com o Senhor Jesus do pastoreio das multidões que não o conhecem.

A palavra "pastor" deriva de uma raiz cujo sentido é: protetor. Esta é a idéia central de um pastor, proteger as ovelhas do mal. Além disso, o pastor é aquele que lidera, alimenta, cria, consola, corrige e cuida. Deus é o Deus do cuidado. Ele sente prazer em ter as suas criaturas debaixo de sua proteção, direção e afago. A metáfora - pastor e ovelha - , denota uma relação de confiança, intimidade e afeto. Qualquer ser humano, por mais insensível que seja no seu intimo abriga o anelo de ser tratado como uma ovelha do Senhor.

A imagem de pastor de ovelhas aparece muitas vezes nas Escrituras. Abel foi pastor de ovelhas. Moisés foi pastor de ovelhas. Davi foi pastor de ovelhas. Deus também se revelou para o seu povo como um Pastor de ovelhas. "Sabei que o Senhor é Deus. Foi ele, não nós, quem nos fez povo seu e ovelhas do seu pasto".Salmos 100.3. Ele era o Grande Pastor, que pastoreava o pastor Davi. "O Senhor é meu pastor, nada me faltará. Salmos 23.1.

Jesus chamou a si mesmo de "o bom pastor". No Novo Testamento ele é chamado de o "Supremo Pastor" e o "Pastor e Bispo das vossas almas". I Pedro 5.4 e I Pedro 2.25 e "Jesus, nosso Senhor, o grande Pastor das ovelhas". Hebreus 13.20. Em Jesus se cumpre as antigas profecias sobre o Messias. "Ele se estabelecerá e os pastoreará na força do Senhor, na majestade do nome do Senhor, o seu Deus. E eles viverão em segurança, pois a grandeza dele alcançará os confins da terra. Ele será a sua paz". Miquéias 5.4,5.

No Antigo Testamento a idéia de pastoreio, dava sustentação à posição de liderança. Um rei, governante, profeta ou sacerdote era regido pela imagem do pastor de ovelhas. Sua tarefa era apascentar o rebanho que Deus tinha colocado sob sua responsabilidade. Para isso, devia estar submisso ao governo de Deus. As maiores desgraças do povo de Israel aconteciam quando os líderes deixavam de apascentar as ovelhas do Senhor. "Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu pasto, diz o Senhor." Jeremias 23.1. "Assim diz o Senhor Deus: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! ... Comeis a gordura, vestis-vos de lã, e degolais o cevado, mas não apascentais as ovelhas. A fraca não fortalecestes, a doente não curastes, a quebrada não ligastes, a desgarrada não tornastes a trazer e a perdida não buscastes, mas dominais sobre elas com rigor e dureza". Ezequiel 34.2-4. Israel padecia por causa dos falsos pastores, ou seja, os líderes e sacerdotes que não se submetiam a Deus.

É neste contexto que Jesus aparece. Jesus, o verdadeiro Pastor, está em flagrante contraste com os falsos pastores. As autoridades religiosas na época de Jesus viviam distanciadas do povo, não se interessavam pelas pessoas. Julgavam-se superiores por serem conhecedores da Lei e esperavam ser servidos por todos. Jesus no entanto inverteu a situação e, com a própria vida deixou o modelo de ministério que Deus esperava: O modelo de servo. "Ele veio não para ser servido, mas para servir" Marcos 10.45. Demonstrou por meio da figura do pastor sua disposição de ir até as últimas conseqüências para resgatar uma ovelha perdida.

"Havia um homem que tinha cem ovelhas", disse Jesus. "E, enquanto cuidava de suas ovelhas, uma delas se perdeu. Então o pastor deixou as noventa e nove e saiu para procurar a que estava perdida. Carinhosamente pegou a ovelha, colocou-a sobre os ombros e levou-a de volta para o aprisco. Então ele chamou alguns pastores amigos e disse: Hoje é dia de festa. Encontrei a minha ovelha que estava perdida". Lucas 15.3-6. Jesus se preocupa com pessoas, principalmente com as que estão fora do curral divino.


Todo o ministério cristão é derivado de Cristo. O bom pastor é o modelo não somente para os pastores, ou seja, àqueles que exercem o ministério pastoral junto ao povo de Deus, mas, para todos que estão em Cristo. Ao compartilhar a sua vida, também compartilhamos de sua natureza pastoral. Se os pastores, os mestres e todos o lideres das igrejas cristãs, tomassem o modelo de Jesus descrito em João 10, a Igreja de Cristo não seria a mesma. Nesta passagem, Jesus se apresenta inteiramente devotado ao seu rebanho, ao ponto de dar a sua própria vida pelas ovelhas.

"Eu sou a porta das ovelhas... quem entra por mim será salvo" (v 7,9). "Eu sou o bom pastor" (v 11). "Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem" (v14) "Dou a minha vida pelas ovelhas" (v 15). "Tenho outras ovelhas que não são deste aprisco. É necessário que eu as conduza também". (v 16). "Elas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor" (v 16). "As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem" (v 27). "Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão" (v 28). "Ninguém as pode arrancar da mão de meu Pai" (v 29).

O quadro pintado por Jesus sobre o seu pastoreio transmite toda a segurança, esperança e intimidade que o coração humano anela."Eu sou o bom pastor"João 10.11. Jesus é o líder do rebanho de Deus, o precursor que conquista a morte e recebe a vida da ressurreição.

Jesus, como pastor conhece as suas ovelhas. Na Palestina, as ovelhas eram criadas para produzir lã, sendo tosquiadas de ano em ano, assim, o pastor as mantinha sob seus cuidados durante anos e, entre eles, se desenvolvia um relacionamento de confiança e intimidade. O pastor chamava suas ovelhas pelo nome. Esta é também a relação existente entre Jesus e as suas ovelhas. Este é o tipo de relacionamento que devemos ter com os nossos irmãos e com aqueles a quem estamos servindo. Precisamos conhecer as ovelhas do Senhor pelo nome.

O bom pastor entrega a própria vida às suas ovelhas. Jesus nos revela um estilo de vida sacrificial. Jesus não somente entregou a sua vida na cruz como deu-nos a vida eterna, a partir de sua ressurreição. "Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão".João 10.28. A regeneração é o começo da participação na vida divina, e os seus estágios iniciais já ocorrem na vida terrena. Porém, essa participação nem se compara com a vida que nos espera.


O bom pastor busca as suas ovelhas. "Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las, elas ouvirão a minha voz; então haverá um rebanho e um pastor." João 10.16. Jesus se referia aos gentios, ou seja, ele estava pensando em nós. Essa tarefa não está acabada e Jesus conta com os seus para buscar as suas ovelhas que ainda se encontram dispersas. "Onde quer que vivamos ou trabalhemos, devemos estar certos de que ali se encontram algumas das "outras ovelhas" de Cristo, que elas já lhe pertencem no propósito de Deus e que ele está decidido a ir buscá-las e conduzi-las as ao rebanho" John Stott.

O desejo de Deus é que você e eu sejamos cooperadores com Ele no pastoreio de outros."Minhas ovelhas andam desgarradas por todos os montes, e por todo alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andam espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem as procure, nem sequer as busque" Jeremias 34.6. A graça de Deus nos faz mais sensíveis a voz de Deus. Assim, poderemos ouvir o que Richard Baxter certa ocasião imaginou Jesus lhe dizer: "Eu morri por elas; e tu, por que não irias buscá-las? Elas foram dignas do meu sangue; por que não são dignas do teu trabalho?... Eu fiz e sofri tanto por sua salvação, e me dispus a fazer de ti um cooperador meu; e tu, por que te negas a fazer o pouquinho que está em tuas mãos?"E ainda:"Eu desci do céu a terra para buscar e salvar o que se havia perdido. E tu, por que não vais ao teu vizinho ou à rua ou vila mais próxima para buscá-los?".




Débora Del Vecchio
deboraedv28@hotmail.com
Primeira Igreja Batista em Londrina
arapongas/Paraná

Publicado em: 23/1/2004


Você se sentiu tocado ao ler esta mensagem ?
Então CLIQUE AQUI !
   

 

 

 

  .::: Sinais dos Tempos :::.
  .:: Boletins ::.
Receba boletins atualizados
do Portal Webservos:


  .:: Enquete ::.
•    Quem Somos    •

Página aberta em: 0,000 segundos

Usuários de Hoje: 11707



Melhor visualisado no Internet Explorer com resolução de 800x600

:: WebServo :: Portal Gospel de Evangelismo Virtual
Desenvolvimento e Coordenação de:
Enéas T. de Oliveira
--=(-wëbsèrvö-)=--